Subscreva a nossa newsletter

Ciberataque deixa inoperacionais vários portais moçambicanos na Internet

Vários portais de instituições públicas e governamentais moçambicanas na Internet estão hoje parcialmente inoperacionais, substituídos por uma página que anuncia um ataque informático.

Análise de Mercado

Atacado por ‘hackers’ iemenitas” é o título, escrito em inglês, da página com uma foto de um homem com uma metralhadora e lenço na cabeça que surge replicada quando se tenta entrar em diferentes ‘sites’.

Entre os alvos estão os portais do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD), da Administração Nacional de Estradas, da Administração Regional de Águas do Sul ou do Instituto Nacional de Transportes Terrestres (INATTER).

No entanto, no caso do INATTER, o subdomínio exames.inatter.gov.mz, que dá acesso a alunos e escolas de condução, está a funcionar normalmente.

Noutros casos, a página que anuncia o ataque está presente nos ‘sites’, mas pode passar despercebida e só surgir se for diretamente invocada no endereço, como é o caso do Ministério da Defesa.

A página replicada em todos os ‘sites’ inoperacionais anuncia no rodapé que houve dados extraídos e que serão vendidos a um preço barato, mas sem exibir evidências.

Ao mesmo tempo, há vários portais institucionais com elevada notoriedade que estão a funcionar normalmente, nomeadamente do Governo, Presidência da República, Banco de Moçambique, Ministério da Saúde, portal Covid-19, Instituto Nacional de Estatística ou Procuradoria-Geral da República (PGR).

De acordo com um estudo da Accenture, recentemente divulgado, mais de metade (55%) das grandes empresas não têm uma defesa efetiva contra ciberataques nem conseguem localizar e corrigir as quebras de segurança rapidamente.

O estudo, com base em entrevistas a mais de 4.700 executivos de todo o mundo. Este relatório sublinha “a necessidade de alargar os esforços de cibersegurança para lá dos limites da própria empresa, de forma a chegar a todo o seu ecossistema, realçando que os ataques indiretos, ou seja, ataques bem-sucedidos a uma organização através da cadeia de valor”.

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Ambientalista defende mais financiamento às mulheres para um empreendedorismo sustentável

Regina Charumar é ambientalista e professora universitária residente na Cidade de Maputo. Reconhecida nacional e internacionalmente, Charumar destaca-se em...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -