Sábado, Junho 15, 2024
spot_img

Hollard Seguros apoia a expansão do crédito às PMEs no país

A Hollard está a lançar um projecto-piloto para a implementação de um Mecanismo de Garantia de Empréstimos para Pequenas e Médias Empresas (PME).

Denominado “Credi-Seguro”, o projecto consiste na implementação e gestão de um Mecanismo de Garantia de Empréstimos que garantirá o financiamento concedido por bancos e micro-bancos às Pequenas e Médias Empresas (PME), implementado através de uma plataforma digital e tornado possível por um estudo avançado do risco de crédito.

Na plataforma online Credi-Seguro, as pequenas e médias empresas poderão apresentar digitalmente pedidos de crédito e, se a análise for positiva, Hollard aprovará previamente uma garantia de empréstimo. Como resultado, será criada uma base de pedidos de empréstimo para os bancos e micro-bancos participantes, com informação já verificada e pré-aprovada por Hollard.

Desenvolvida pela Hollard Seguros com uma equipa de peritos moçambicanos e internacionais, a Credi-Seguro cria uma colaboração mais eficaz entre a seguradora e os bancos em Moçambique, expandindo com segurança o crédito ao sector das PMEs.

A base de dados contém informação e documentação verificada dos clientes, avaliação de negócios, pontuação de crédito e garantia de empréstimo pré-aprovada. Os bancos terão, no entanto, total liberdade para realizar as suas próprias avaliações de crédito. Para além de transferir o risco da garantia de crédito que Hollard irá fornecer, a Credi-Seguro também receberá apoio financeiro de Hollard para a fase piloto desta iniciativa.

O projecto está pronto para ser implementado, e a equipa do projecto está em negociações com diferentes bancos comerciais e de microcrédito para participar no projecto-piloto.

De acordo com informações fornecidas durante o lançamento do projecto, na segunda-feira, 06/12, por Henri Mittermayer, presidente do Comité Executivo da Hollard Moçambique, o primeiro grupo de clientes PMEs já foi considerado e está pronto a ser enviado aos bancos como candidatos a empréstimos bancários.

O Grupo Hollard acredita que este projecto será o catalisador de uma iniciativa regional, com projectos semelhantes noutros países da SADC, pois um projecto-piloto bem sucedido permitirá a sua implementação em todas as regiões de Moçambique e, potencialmente, no resto do continente africano.

A Hollard Moçambique, uma subsidiária da Hollard International, é composta pela Hollard Holdings Moçambique, Hollard Moçambique Companhia de Seguros e Hollard Vida Companhia de Seguros e outras empresas nas quais detém participações.

Entrevistas Relacionadas

Cenário Fiscal de Médio Prazo (2025-2027): Despesas públicas mantém pressão sobre as finanças públicas

O Produto das medidas em curso de consolidação orçamental...

Indicadores prudenciais e económico-financeiros da carteira móvel: M-Pesa, E-Mola e MKesh

O Banco de Moçambique (BdM) divulgou a avaliação dos...

Novo horário de trabalho proposto para Maputo visa descongestionar o trânsito

A cidade e província de Maputo poderão adoptar novos...

Moçambique responde ao GAFI com avaliação de ONGs: uma medida contra o financiamento ao terrorismo

O lançamento do relatório de avaliação de risco das...