Subscreva a nossa newsletter

A partir de hoje: Preço da gasolina aumenta de 69,04 para 77,39 MNZ

Análise de Mercado

O Governo, através da Autoridade Reguladora de Energia (ARENE), anunciou ontem o reajuste dos preços dos combustíveis com efeitos a partir de hoje, em linha com a tendência dos últimos meses no mercado mundial de crude.

Assim, a gasolina que, antes era comercializada a 69,04 meticais, passa a custar 77,39 meticais o litro; o gasóleo sobe de 61,71 para 70,97 meticais; o petróleo de iluminação passa de 47,95 para 50,16 meticais o litro; o gás de cozinha ou Gás de Petróleo Liquefeito (GPL) passou de 71,02 para 80,49 meticais o quilo; e o Gás Natural Comprimido ou Veicular (GNV) passou de 32,69 para 37,09 meticais o quilograma.

Falando a jornalistas em Maputo, Paulo da Graça, Presidente do Conselho de Administração da ARENE, explicou que, nos últimos tempos, o preço internacional de crude tem estado a subir no mercado, uma situação agravada pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia e a retoma das actividades a nível global, cenário que não é acompanhado pelo aumento da oferta.

Referiu que, como importador de combustíveis, Moçambique viu-se na contingência de ter de procurar mecanismos para garantir a sustentabilidade no abastecimento de combustíveis, facto que levou o Governo a rever, na terça-feira, as regras para a importação e comercialização dos derivados de petróleo como forma de mitigar o impacto do comportamento do mercado internacional.

Dentre as medidas tomadas neste contexto de volatilidade, consta um diploma que prevê a redução, em cinco por cento, das taxas de manuseamento portuário para o gasóleo e gasolina e o custo de infra-estruturas logísticas dos combustíveis destinados aos postos de abastecimento em 60 por cento.

O documento reviu também em baixa as margens para os distribuidores e retalhistas de gasóleo, gasolina e outros combustíveis derivados do petróleo bruto, em 15 por cento.

Baixaram igualmente os custos para o Fundo de Estabilização, em 50 por cento, e o valor das margens de instalações centrais de armazenamento para determinados combustíveis e produtos petrolíferos, em 30 por cento.

Paulo da Graça não precisou o peso percentual destas medidas tomadas pelo Governo, mas assegura que sem elas o preço real da gasolina seria 81,78 meticais o litro, o gasóleo 74,48 meticais, o petróleo de iluminação 63,83 meticais, o gás de cozinha 106,48 meticais o quilo e o gás veicular 39,06 meticais.

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Ambientalista defende mais financiamento às mulheres para um empreendedorismo sustentável

Regina Charumar é ambientalista e professora universitária residente na Cidade de Maputo. Reconhecida nacional e internacionalmente, Charumar destaca-se em...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -