Quarta-feira, Julho 24, 2024
spot_img

Cai produção dos transportes e comunicações em 2020

O valor global da produção dos transportes e comunicações a preços constantes registou 108.290 milhões de Meticais em 2020, o que corresponde a uma variação negativa de 10.5% em relação ao ano anterior.

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que esta situação foi impulsionada pelo tráfego de passageiros e de mercadorias que registou decréscimo no desempenho em 20.7% e 18.1%, respectivamente, num ano marcado, principalmente, pela crise provocada pelo novo coronavírus.

“No ano em análise, no tráfego de passageiros, registou-se uma variação negativa nos subsectores do transporte ferroviário com 75.6%, seguido do transporte aéreo com 40.6% e do transporte marítimo com 25.1% se comparado com o ano de 2019. A redução no tráfego de carga foi influenciada pelos subsectores de transportes aéreo e ferroviário que registaram decréscimo em 41.2% e 25.6%, respectivamente. Contrariamente, os transportes marítimos tiveram incremento de 98.7% no período em referência”, detalha a fonte.

No sector aéreo, que inclui informação referente à actividade do transporte e movimento nos aeroportos, tendo como fonte as Linhas Aéreas de Moçambique e os Aeroportos de Moçambique, o INE relata que, em 2020, o tráfego aéreo comercial diminuiu em todos os subsectores, sendo 40,0% nas aeronaves por quilómetro, 44.8% nos passageiros transportados, 50.6% na carga transportada e 44.3% nos correios transportados.

Em termos absolutos, em relatório anual, designado “Estatísticas dos Transportes e Comunicações”, o INE mostra que, no período em análise, foram transportadas 324 mil pessoas contra 587 mil registadas em 2019. A carga caiu de 4.5 mil toneladas, em 2019, para 2.2 mil toneladas em 2020.

Na actividade dos correios, a nossa fonte descreve que, no ano em análise, o tráfego de correspondência geral (nacional e internacional) registou 63.7 mil correspondências (expedição e recepção) e 77.6 mil encomendas. Aqui, as receitas geradas caíram de 241.7 milhões, em 2019, para 17.7 milhões de Meticais em 2020.

No sector de estradas, o INE relata que, em 2020, a rede nacional de estradas era de 30.616 quilómetros de superfície, dos quais 8.2 mil quilómetros revestidos, que correspondem a 27% do total. Associado às estradas, está o parque automóvel que, segundo a Autoridade Estatística, no período em análise, continuou concentrado na Cidade e Província de Maputo com 380.149 e 352.631 unidades, correspondente a 43,0% e 36,8%, respectivamente. “O registo de veículos teve redução de 7,6%, passando de 52.850 em 2019 para 48.852 em 2020”, lê-se no relatório.

Quanto ao volume de negócios da telefonia móvel, o INE registou um incremento de 3.0%, ao sair em 2019 de 32.9 milhões de Meticais para 33.9 milhões de Meticais, facto justificado pelo aumento de subscritores na ordem de 5.0%. Dados da Autoridade indicam que, em 2019, o número de subscritores partiu de 14.7 milhões para 15.4 milhões em 2020.

Entrevistas Relacionadas

Augusta Maita é nova Directora-Executiva do Millennium Challenge Account-Moçambique

A nomeação de Augusta Maita foi formalizada durante a...

Governo inicia manutenção de quase 5 mil quilómetros de estradas nacionais

O Ministério dos Transportes anunciou o início dos trabalhos...

Presidentes de municípios moçambicanos pedem seriedade nos fundos para estradas

Os presidentes dos 65 municípios de Moçambique expressaram preocupações...

BAD financia estudo de viabilidade para projecto integrado de Techobanine com $4 milhões

Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai desembolsar 4 milhões...