Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img

Dentro de 18 meses a Correios de Moçambique deverá estar extinta 

Foi indicada uma comissão liquidatária que vai conduzir o processo da extinção da empresa pública Correios de Moçambique até ao fim, depois de o Governo ter decidido pela sua dissolução, a 25 de Maio último. 

Com um prazo de dois anos e meio, a comissão tem a missão de fazer o levantamento de todo o património móvel e imóvel da empresa, avaliar os seus activos e preparar os processos de indemnização, reforma ou reintegração dos mais de 300 trabalhadores, distribuídos por todo o país.

Elias Chirindza, Secretário do Comité Sindical da Empresa, informou que, desde que se tornou oficial a extinção da empresa, apenas hoje é que a direcção da instituição deu uma informação concreta sobre a situação dos trabalhadores, colocando o fim a duas semanas de incertezas.

“Reunimo-nos com o Instituto de Gestão das Participações do Estado e foi-nos informado que, até meados do próximo ano, teremos a nossa situação regularizada. A comissão de gestão, que foi criada, irá determinar quais trabalhadores irão para a reforma, quantos serão indemnizados ou ainda repescados para a nova empresa, que vai substituir a empresa Correios de Moçambique”, explicou Chirindza.

Sobre o património móvel e imóvel da empresa e os seus activos, o Administrador Executivo do Instituto de Gestão das Participações do Estado (IGEPE) disse que o Governo estava, ainda, a avaliar o destino a dar.

“Estamos, neste momento, a fazer a avaliação dos activos da Correios de Moçambique, para ver se podemos redimensioná-los, ou ainda capitalizar o excesso de património e financiar outras empresas mais deficitárias”, esclareceu o dirigente.

Refira-se que o Governo decidiu extinguir a companhia Correios de Moçambique em resultado do processo de reestruturação em curso, um pouco por todas as empresas públicas e participadas pelo Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Economia moçambicana cresceu 5% em 2023, impulsionada por indústria, turismo e agricultura

O Governo de Moçambique anunciou que o crescimento económico...

Autoridade Tributária: receitas cresceram 113,43% em 9 anos.

A Presidente da Autoridade Tributária (AT), Amélia Muendane, liderou...

Crédito à economia em Moçambique mantém tendência decrescente

O crédito concedido pelas instituições financeiras à economia moçambicana...

Taxa de juro de referência para crédito mantém-se em 23,50% em Fevereiro

A Associação Moçambicana de Bancos (AMB) anunciou que a...