Quinta-feira, Maio 23, 2024
spot_img

DFI da ExxonMobil pode ser prorrogada para 2022

O Novo Boletim Económico do Moza Banco prevê prorrogação do anúncio da Decisão Final de Investimento da ExxonMobil para depois do próximo ano. As mexidas nas previsões anteriores têm a Covid-19 como principal motivo.

Devido à pandemia, a gigante americana registou, pela primeira vez na história, prejuízos consecutivos nos resultados trimestrais, traduzidos em perdas acumuadas de 1.7 bilião de dólares no primeiro semestre de 2020. Um cenário influenciado também pela queda das cotações internacionais de combustíveis. 

Outro motivo que poderá influenciar o adiamento do anúncio da Decisão Final de Investimento da ExxonMobil, de acordo com o Boletim Económico do Moza Banco (que cita analistas internacionais) é o aumento, para o dobro, do volume total da dívida da empresa ao longo do primeiro semestre de 2020. 

Nos primeiros seis meses do ano, a dívida da empresa americana aumentou em 23 biliões de dólares. O acréscimo da dívida justifica-se pela manutenção das despesas (Opex e Capex) e com pagamentos de dividendos aos seus investidores.

Entrevistas Relacionadas

ʺUm Olhar sobre os potenciais riscos de influência política nas decisões de política monetáriaʺ

A Lei Orgânica do Banco de Moçambique define como...

MOPHRH divulga oportunidades de investimento na N1

O Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos...

Já são conhecidas as 30 Mulheres mais influentes na COMARP, em Moçambique

Decorreu na última sexta-feira (10), em Maputo, a Conferência...

Projecto Linkar traça o roteiro para promover oportunidades de negócios em 2024

A busca por oportunidades de negócios para as Pequenas...