Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img

EDM perdeu mais de 27 mil milhões de meticais em cinco anos devido ao roubo de energia

A empresa Electricidade de Moçambique (EDM) enfrenta um prejuízo financeiro significativo devido à vandalização de equipamentos, furto de energia e ligações clandestinas em todo o país. Segundo a Agência de Informação de Moçambique (AIM), nos últimos cinco anos, a EDM registou um prejuízo calculado em 27,6 mil milhões de meticais (cerca de 433 milhões de dólares) devido a esses problemas.

Marcelina Sambo Chaúque, chefe do Departamento Comercial e Técnico na EDM, destacou que as perdas têm sido especialmente alarmantes nas áreas urbanas, como as cidades de Maputo e Matola, além de zonas fronteiriças e isoladas. Nos anos de 2022 e 2023, os prejuízos decorrentes desses fenómenos totalizaram 12,6 mil milhões de meticais. Em 2023, a empresa perdeu 5,8 mil milhões de meticais devido ao furto de energia e ligações clandestinas, comparado com os 6,7 mil milhões de meticais perdidos em 2022.

Chaúque também revelou que os prejuízos resultantes da vandalização em 2023 foram avaliados em 80,9 milhões de meticais. Apesar disso, a empresa registou uma redução global dos prejuízos, com uma redução de 23%, sendo 22,4% relacionados ao roubo de energia e ligações clandestinas, e uma redução de 68,5% na vandalização de equipamentos eléctricos.

As cidades e províncias de Maputo e Tete foram apontadas como locais com elevado índice de furto e ligações clandestinas, enquanto a vandalização foi mais intensa em Nampula.

A EDM está tomando medidas para combater esses problemas, incluindo a abertura de autos de denúncia nas esquadras contra cidadãos envolvidos em ligações clandestinas e vandalismo, além da cobrança de retroactivos da energia furtada ou facturada. A empresa também pretende implementar uma estratégia regional, envolvendo o engajamento das comunidades e a cooperação com outras instituições nacionais, como Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM), Tmcel, Vodacom, Aeroportos de Moçambique, Municípios e Administração Nacional de Estradas, além de realizar inspecções em áreas com elevado índice de perdas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Falta de garantias de empréstimos compromete investimentos em energias renováveis em África

O CEO da TotalEnergies, Patrick Pouyanne, afirmou na quarta-feira...

Estratégia de transição energética: Moçambique pretende investir em centrais solares

Moçambique pretende expandir sua capacidade de produção de energia...

Moçambique investe 80 mil milhões de dólares em revolução energética na província da Zambézia

Moçambique está a dar passos significativos em direcção a...

Banco Mundial financia electrificação em Moçambique com 35 milhões de dólares

O Banco Mundial está financiando com cerca de 35...