Segunda-feira, Maio 20, 2024
spot_img

FACIM 2023 destaca-se com mais países, expositores e inovações

A presente edição, a segunda em formato presencial depois das restrições impostas pela pandemia da COVID-19, destaca-se por trazer inovações, vistas como atractivas para aquilo que é a essência da feira.

Entre as novidades está a criação do pavilhão da Lusofonia, que é reservado aos Estados-membros desta organização exporem as respectivas potencialidades de negócios e investimentos. Tem o de país de honra, cuja nação convidada especial da edição é a Itália e que vai participar com uma delegação empresarial de “alto nível”.

Foi também criado o pavilhão da província de honra, Cabo Delgado, que tem o privilégio de levar à feira, um “grande” número de expositores e delegação de “alto nível”.  O de sector agrícola e pecuária foi pensado para a exposição de projectos e iniciativas “estruturantes” do sector e a cabe ao Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural (MADER) monitorá-lo.

Por fim foram criados os pavilhões de desporto e inteligência artificial e robótica destinados a promover  a massificação do desporto e indústria desportiva sob a responsabilidade da Secretaria de Estado e Desportos (SED) e conectividade entre instituições de ciência e tecnologia em preparação da participação de Moçambique na Expo 2025.

As informações foram partilhadas pelo ministro da Indústria e Comércio, Silvino Moreno, que dirigia a cerimónia do lançamento da FACIM, na segunda-feira, em Ricatla, distrito de Marracuene, local que hospeda o evento, há sensivelmente 12 anos.

Na ocasião, o governante afirmou que estas e outras inovações têm o potencial de dinamizar a feira, ao expor as oportunidades de dentro e de fora do país, num ambiente em que os presentes podem construir facilmente parcerias.

“Ainda assim, neste acto de lançamento da FACIM 2023, permitam-me convidar a todos os segmentos do sector público e privado para que se envolvam de forma decisiva e apoiem na mobilização geral que permitirá a participação expressiva dos moçambicanos neste evento de dimensão internacional”, afirmou Silvino Moreno.

Organizada pelo Ministério da Indústria e Comércio (MIC) através da Agência para a Promoção de Investimentos e Exportações, IP (APIEX), a 58ª edição da FACIM 2023, vai decorrer sob o lema “Industrialização: Inovação e Diversificação da Economia Nacional, de 28 de Agosto à 03 de Setembro de 2023.

Entrevistas Relacionadas

Delegações de 12 países participam na conferência empresarial CASP em Maputo

Empresários moçambicanos e estrangeiros reúnem-se desde a quarta-feira, em...

Receitas do Estado alcançaram 73 mil milhões de meticais no primeiro trimestre

As receitas correntes do Estado atingiram um aumento significativo...

Fundo Soberano já conta com 94 milhões de dólares

Estado aplica 94,2 milhões de dólares de receitas de...

ʺUm Olhar sobre os potenciais riscos de influência política nas decisões de política monetáriaʺ

A Lei Orgânica do Banco de Moçambique define como...