O nível médio dos preços em Moçambique subiu 0,19 por cento em Agosto, de acordo com os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), com base nos índices de preços ao consumidor das três maiores cidades (Maputo , Nampula e Beira). Isso ocorreu após quatro meses de deflação, em Abril, Maio, Junho e Julho, quando os preços caíram 0,03, 0,31, 0,52 e 0,24 por cento, respectivamente.

A inflação nos primeiros oito meses do ano foi de 2,48 por cento e a inflação anual (1 de Setembro de 2020 a 31 de Agosto de 2021) foi de 5,61 por cento. Entre os bens que mais contribuíram para a inflação em agosto estão limões (aumento de 19,7 por cento), peixe congelado (4,1 por cento), peixe fresco (0,4 por cento) e vinho (3,6 por cento).

Isso foi compensado pela queda dos preços de alguns alimentos, como repolho (queda de 7,7 por cento), farinha de mandioca (também 7,7 por cento), alface (2,8 por cento) e galinhas vivas (1,1 por cento). A inflação variou entre as três cidades em Agosto – era de 0,36 por cento em Nampula, 0,15 por cento em Maputo e 0,02 por cento na Beira. Geralmente, em Moçambique, a inflação sobe nos primeiros meses, antes de virar deflação a meio do ano. Os aumentos de preços são retomados na véspera do período de férias de Natal e Ano Novo.

FONTENotícias AI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui