O governo moçambicano aprovou recentemente um acordo de financiamento assinado em agosto com o banco indiano Exim Bank, que vai emprestar 250 milhões de dólares para a melhoria da rede elétrica no país.

O financiamento, cujo memorando foi assinado a 3 de agosto, visa melhorar a qualidade de energia elétrica nas cidades de Maputo e da Matola, disse o porta-voz do Conselho de Ministros, Filimão Suazi, falando após uma sessão do órgão em Maputo.

O projecto pretende que 400 mil famílias entrem na rede elétrica pública anualmente, visando acelerar o objectivo de acesso universal à energia eléctrica até 2030. Segundo dados oficiais, o governo, precisa de 167 milhões de dólares para electrificar todas as sedes administrativas nas zonas rurais.

Das 135 sedes administrativas que ainda não têm energia no país, 94 vão ser ligadas à “rede elétrica nacional”, mas há outros 41 postos que serão alimentados por centrais solares autónomas por se localizarem longe da rede de energia do país.

FONTELUSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui