- Anúncio-

MPMEs recebem apoio do Banco Mundial para promoção do crescimento inclusivo

Análise de Mercado

Em apoio ao Projecto de Ligações Económicas para Diversificação do Governo de Moçambique, o Banco Mundial aprovou uma subvenção de 100 milhões de dólares da Associação Internacional de Desenvolvimento (AID). 

Este projecto apoia as Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME) a desenvolverem as suas capacidades para fornecer bens e serviços às grandes empresas, bem como a servir as cidades em crescimento no centro e norte de Moçambique, promovendo assim as ligações e a diversificação económica.

Idah Z. Pswarayi-Riddihough, Director do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Comores, Maurícias, e Seicheles, defende que devido ao investimento massivo em indústrias de grande porte, não se tem abrangido adequadamente a situação da empregabilidade de forma ampla.

“Apoiar as MPMEs é um factor chave de diversificação económica, criação de emprego, crescimento inclusivo, e mitigação da fragilidade, e é exactamente disso que se trata este projecto”, esclareceu.

Francisco Campos, Economista Sénior e co-líder da equipa do projecto, enfatiza que “O projecto ajudará a desenvolver as capacidades das MPMEs para fornecer bens e serviços a grandes investimentos ao longo das suas cadeias de valor, através do desenvolvimento de competências, da expansão do acesso ao financiamento e aos mercados, e da melhoria da qualidade dos seus processos e produtos”.

Campos, acrescenta ainda que o caminho que o projecto pretende trilhar, é o garante de tremendos benefícios para a economia do país, dando ênfase ao acréscimo e melhoria da empregabilidade. 

“Este esforço, combinado com o desenvolvimento de ligações de consumo através de competências e financiamento para microempresas nas grandes cidades, especialmente as empresas lideradas por mulheres, pode gerar mais e melhores empregos” disse.

Eva Clemente Miranda, Especialista do Sector Privado do projecto diz ainda que o projecto também apoiará condições favoráveis à criação de ligações económicas. 

“Este projecto centra-se no desenvolvimento de soluções digitais que aumentarão o acesso das empresas aos mercados e serviços financeiros e na promoção de infra-estruturas de última milha” acrescentou.

Embora o projecto tenha impacto na economia em geral, as suas áreas geográficas prioritárias incluem as províncias de Cabo Delgado, afectadas pelo conflito, bem como Nampula e Tete, onde as taxas de pobreza são elevadas e as oportunidades de ligações económicas são significativas. O projecto também apoiará empresas da indústria verde na sua capacidade de oferecer soluções amigas do clima, assim como apoiará o envolvimento entre as agências estatais e as cidades.

Esta operação está de acordo com as prioridades do país delineadas no seu plano quinquenal, o quadro de parceria do Banco com Moçambique para o AF 2017-21, bem como o novo foco de prevenção de conflitos e de construção de resiliência das actividades do Banco Mundial em Moçambique.

 

Sobre a  Associação Internacional de Desenvolvimento do Banco Mundial (AID)

Criada em 1960, ajuda os países mais pobres do mundo através da concessão de subsídios e empréstimos com juros baixos a zero para projectos e programas que impulsionam o crescimento económico, reduzem a pobreza e melhoram a vida das pessoas pobres. A AID é uma das maiores fontes de assistência para os 75 países mais pobres do mundo, 39 dos quais se encontram em África. Os recursos da AID trazem mudanças positivas para os 1,5 mil milhões de pessoas que vivem nos países da AID. Desde 1960, a IDA tem apoiado o trabalho de desenvolvimento em 113 países. Os compromissos anuais têm sido, em média, de cerca de 18 mil milhões de dólares nos últimos três anos, com cerca de 54 por cento a irem para África.

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -