- Anúncio-

Conheça o projecto de Grafite de Balama em Moçambique 

Localizado numa concessão mineira de 106 km² dentro da província de Cabo Delgado no distrito de Namuno, a aproximadamente 200 km a oeste do porto de Pemba, o Projecto de Grafite de Balama é considerado como sendo o maior depósito de grafite de alta qualidade do mundo.

Segundo o site de notícias Mining Technology, Moçambique fez enormes ganhos na produção de metal ao longo dos últimos anos e é dos 10 produtores do melhor grafite do mundo. O país é o lar de dois mineiros principais de grafite: Syrah Resources (ASX:SYR,OTC Pink:SYAAF) e Triton Minerals (ASX:TON). 

O US Geological Survey afirma: “Um projecto de mina de grafite em Moçambique começou a operar no início de 2018 e estava a aumentar a produção durante 2018 e 2019 num depósito de grafite de alta qualidade, que foi alegadamente a maior mina de grafite natural a nível mundial. A mina reduziu a produção durante 2019, num esforço para estabilizar os preços do grafite. Espera-se que a mina funcione durante 50 anos”

Há mais nove países na lista dos 10 maiores produtores de grafite e são estes: China, Brasil, Madagascar, Índia, Rússia, Ucrânia, Noruega, Paquistão e Canadá. 

Estima-se que o projecto produza entre 45.000 e 50.000 toneladas por ano (t/ano) de concentrado de grafite em flocos com uma qualidade média de 96,7% de carbono grafite total (TGC). A produção está prevista aumentar para 100.000 t/ano de concentrado de flocos de grafite até 2022.

O Projecto de Grafite de Balama acolhe três depósitos de grafite de alta qualidade, nomeadamente Buffalo, Leão, e Elefante. Cada depósito alberga grafite em flocos grandes, o que é ideal para preparar material de ânodo de baixo custo e de grau de battery-grade.

O concentrado de grafite do projecto está a ser transportado por 490 km de estradas existentes, algumas das quais estão a ser modernizadas, para o Porto de Nacala, para exportação utilizando navios porta-contentores.

A Syrah empresa de minerais industriais e tecnologia, assinou um acordo de offtake com a Chalieco em Fevereiro de 2014. Segundo o acordo, a Chalieco concordou em distribuir 80.000 toneladas por ano de grafite produzida a partir do projecto exclusivamente na República Popular da China e Hong Kong, durante três anos.

O estudo de viabilidade do projecto foi realizado pela Snowden Mining Industry Consultants, em colaboração com a China Aluminium International Engineering Corporation (Chalieco), Changsha Engineering and Research Institute of Nonferrous Metallurgy, Coastal & Environmental Services, Knight Piesold, SRK Consulting, Intech Engineers, e Digby Wells.

Chalieco também esteve envolvido na realização do estudo de delimitação do âmbito do Projecto Balama Vanadium.

O interesse na mineração de grafite está a aumentar em grande parte porque as baterias de iões de lítio estão a tornar-se mais comuns. Estas baterias são utilizadas em tudo, desde telefones a veículos eléctricos, e a grafite é uma das suas principais matérias-primas. À medida que a procura de baterias de iões de lítio cresce, espera-se também que a procura de grafite aumente. Por essa razão, só recentemente o metal começou a ganhar popularidade.

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This