Sábado, Junho 15, 2024
spot_img

País pretende exportar mais produtos para China

O facto foi dado a conhecer ao “Notícias” por Gil Bires, director-geral da Agência para Promoção de Investimentos e Exportação (APIEX), durante a III Exposição Económica e Comercial China-África, que vinha decorrendo desde o passado dia 29 de Junho e que ontem encerrou em Changsha, província de Hunan.

Segundo Bires, a Exposição Económica e Comercial China-África que terminou, ontem domingo (02), foi uma excelente plataforma para a busca de oportunidades visando as Pequenas e Médias Empresas de diferentes segmentos.

Para a Exposição Económica e Comercial China-África (CAETE), Moçambique levou produtos como tabaco, feijão bóer, madeira, gergelim, pedras preciosas, café de gorongosa, Ibo e nicufe, açúcar orgânico, oleaginosas, leguminosas, entre outros.

A delegação moçambicana foi chefiada pelo ministro da Indústria e Comércio (MIC), Silvino Moreno, acompanho pela embaixadora Maria Gustava, quadros da Agência para a Promoção de Investimento e Exportações, (APIEX), Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, (MADER) e o Ministério dos Recursos Minerais e Energia, (MIREME).

Entrevistas Relacionadas

Cenário Fiscal de Médio Prazo (2025-2027): Despesas públicas mantém pressão sobre as finanças públicas

O Produto das medidas em curso de consolidação orçamental...

Indicadores prudenciais e económico-financeiros da carteira móvel: M-Pesa, E-Mola e MKesh

O Banco de Moçambique (BdM) divulgou a avaliação dos...

Novo horário de trabalho proposto para Maputo visa descongestionar o trânsito

A cidade e província de Maputo poderão adoptar novos...

Moçambique responde ao GAFI com avaliação de ONGs: uma medida contra o financiamento ao terrorismo

O lançamento do relatório de avaliação de risco das...