Segunda-feira, Maio 27, 2024
spot_img

Parque Nacional Kruger opõe-se a ligação fronteiriça com Moçambique

A direcção do Parque Nacional Kruger, a maior reserva de vida selvagem da África do Sul, juntamente com empresas locais, expressaram oposição aos planos para a criação de uma nova passagem fronteiriça operada exclusivamente por camiões, visando acelerar as exportações minerais para os portos de Moçambique.

O projecto, proposto pela Logistics Co., subsidiária da African Infrastructure Investment Managers da Old Mutual Ltd., pretende abrir uma nova rota em Komatipoort com destino a Maputo, situada no limite sudeste do Parque Nacional Kruger.

As preocupações centram-se nos potenciais impactos negativos ao meio ambiente, biodiversidade e na área protegida do Parque Nacional Kruger, conforme destacado por Isaac Phaahla, porta-voz da reserva.

Embora o novo posto fronteiriço proposto pudesse aliviar a pressão sobre a passagem existente, evitando congestionamentos causados por camiões transportando minérios, como ferro, crómio e carvão, as preocupações ambientais e de conservação permanecem.

A Logistics Co. planeia mitigar os impactos negativos, incluindo a criação de uma área de estacionamento com instalações de imigração e alfândegas nos arredores de Komatipoort. No entanto, a oposição persiste.

Entrevistas Relacionadas

Banco Mundial investe 1,2 milhões de dólares em Infra-estrutura de transporte em Moçambique

Em um esforço para impulsionar a competitividade e o...

Auto Sueco Moçambique e Transportes Lalgy lançam programa “Mulheres de Ferro”

A Volvo Trucks África, através da Auto Sueco Moçambique...

IACM investe 75,8 milhões de meticais para modernizar o sector de aviação

O Instituto de Aviação Civil de Moçambique (IACM) está...

Ministério das Obras Públicas promove investimentos para a reabilitação da N1 em Sofala

O Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos...