- Anúncio-

Pay@ agregador de pagamento sul-africano expande-se para Moçambique

Análise de Mercado

O agregador de pagamentos sul-africano Pay@ vai instalar-se em vários países africanos, dentre eles, Moçambique. A empresa fornece uma plataforma de pagamento de integração única e proporciona aos consumidores e às empresas uma variedade de métodos de pagamento.

Com o Acordo Continental Africano de Comércio Livre estabelecido para gerar uma despesa combinada de 6,7 biliões de dólares para consumidores e empresas até 2030, o continente necessita de plataformas de pagamento para fazer face a este crescimento.

O Pay@ implantou operações na Namíbia, Botswana e Lesoto ao longo dos últimos anos, mas irá agora acrescentar Moçambique, Zâmbia e Angola a esta lista, com mais países africanos na calha, diz Andrew Hardie, CEO da empresa.

“Gostaríamos de aproveitar a força do nosso negócio na África do Sul e aumentar as nossas ofertas em todo o continente” revelou.

Ele explica que a decisão de expansão foi motivada por vários factores, incluindo a procura dos clientes sul-africanos que operam nesses mercados, uma rede de retalhistas nestas áreas e o fenomenal crescimento digital impulsionado pela pandemia.

Hardie partilha que para além de fornecer as ofertas de pagamento estabelecidas de Pay@ nestes mercados, a empresa procura activamente expandi-las através de parcerias estratégicas, a fim de satisfazer as necessidades dos locais.

“O que faz de África um desafio excitante é que não se pode seguir uma abordagem global, existem algumas semelhanças entre os vários países nos métodos ou canais que utilizam, mas cada país também tem diferenças.Em última análise, o nosso objectivo é melhorar os nossos serviços, tanto para as pessoas que não têm acesso aos bancos como para os bancos, e ajudar a criar uma cultura de pagamento, tornando os pagamentos muito mais acessíveis e fáceis para as pessoas”, explanou. 

Andrew Hardie, referiu ainda a grande ajuda que esses serviços podem ser para as zonas mais remotas, onde os serviços bancários são escassos e os obstáculos para o acesso às facilidades de pagamento são extremas.

“Se tiver de ir à cidade mais próxima para fazer um pagamento, isso pode custar-lhe muito dinheiro. Mas se puder fazer um pagamento através de dinheiro móvel, usando o seu telemóvel, a Internet, é mais conveniente e poupa-lhe dinheiro. Pretendemos fornecer apresentação de contas e opções de pagamento em todo o espectro em África e acreditamos que as eficiências que temos vindo a oferecer aos sul-africanos, tais como validações, notificações e reconciliações em tempo real, serão bem-vindas por aqueles que se encontram noutros países do continente”.

Ele conclui dizendo: “Pay@ está na vanguarda da inovação, estamos continuamente a melhorar como empresa, e a adaptarmo-nos à medida que nos expandimos pelo continente também. Podemos melhorar os sistemas de pagamento, tanto front-end como back-end, para as empresas, e facilitar os pagamentos fáceis aos seus clientes. Todos olham para África como a próxima fronteira a conquistar e podemos fornecer a essas empresas sistemas de pagamento de classe mundial”.

 

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -