Sexta-feira, Julho 19, 2024
spot_img

Produto Interno Bruto cresce 4,67% no 2º trimestre

Este desempenho soma-se aos 4,17 por cento registados de Janeiro a Março, também em termos homólogos, resultando num crescimento económico acumulado no primeiro semestre de 4,42 por cento, segundo o INE.

O INE acrescenta que o desempenho da actividade económica no segundo trimestre de 2023 é justificado pelo sector primário, que cresceu em torno de 8,98 por cento, face a igual período de 2022.

O contributo foi da indústria extractiva mineira, com variação de 42,71 por cento, seguida da agricultura, pecuária, caça, silvicultura e exploração florestal com cerca de 3,11 por cento.

Seguiu-se o sector terciário, com uma variação de 4,24 por cento, com destaque para os transportes, armazenagem e actividades auxiliares dos transportes e ramo da Informação e Comunicações, com um crescimento de 6,85 por cento.

O destaque também foi de hotelaria e restauração com uma variação de 5,51 por cento, enquanto o ramo de serviços financeiros aumentou 3,40 por cento.

Por último, há o sector secundário, que caiu, homóloga, 6,52 por cento, “induzido pelo ramo da construção”, com uma variação negativa de 10,43 por cento, seguindo-se o ramo da indústria transformadora, com uma quebra de 7,72 por cento e , por fim, o ramo da distribuição de electricidade, gás e água, que registou uma quebra de 0,18 por cento.

Entrevistas Relacionadas

Empresários defendem ajustes no PAE para impulsionar economia moçambicana

O Pacote de Medidas de Aceleração Económica (PAE) foi...

Veja as implicações dos novos acordos de dívidas ocultas para Moçambique

O Fundo Monetário Internacional (FMI) revelou nesta Quarta-feira (17)...

FMI ajusta a previsão do crescimento da economia mundial para 3,3% em 2025

O Fundo Monetário Internacional (FMI) ajustou ligeiramente para cima...

FMI: Nada norteia atribuições de isenções fiscais em Moçambique

Alexis Meyer-Cirkel está de saída de Moçambique, onde esteve...