Subscreva a nossa newsletter

Projecto GNL retomará após garantias de segurança

Análise de Mercado

O Governo moçambicano declarou nesta quarta-feira, 21 de Abril, que a construção de infraestruturas de produção de gás natural na província de Cabo Delgado será retomada logo que haja garantias de segurança nesta província do norte do país.

“Assim que estiver garantida a segurança das pessoas e bens das áreas afetadas pelo terrorismo em Cabo Delgado e em particular na zona da sua implantação, [as empresas] irão retomar os trabalhos de construção das primeiras duas unidades de liquefação de gás natural do Projecto Golfinho/Atum”, para produção de 12 milhões de toneladas por ano, disse o ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine.

O governante falava na Assembleia da República, em nome do ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, em resposta a perguntas das bancadas do parlamento moçambicano sobre o ponto de situação dos projetos de gás natural.

O ano de 2024 tem sido apresentado como o momento de arranque do projeto liderado pela multinacional francesa Total, mas a petrolífera paralisou as actividades por tempo indeterminado, na sequência do ataque, em 24 de março, por grupos armados, à vila de Palma, a cerca de seis quilómetros da península de Afungi, zona do empreendimento.

Na resposta aos deputados, João Machatine manifestou otimismo sobre o relançamento dos projetos, mas sem entrar em detalhes.

Grupos armados aterrorizam Cabo Delgado desde 2017, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico.

FonteLusa
- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Ambientalista defende mais financiamento às mulheres para um empreendedorismo sustentável

Regina Charumar é ambientalista e professora universitária residente na Cidade de Maputo. Reconhecida nacional e internacionalmente, Charumar destaca-se em...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -