Proparco e  Société Générale Moçambique apoiam PME’s 

O anúncio da concessão pela Proparco de uma garantia de carteira à Société Générale Moçambique vai permitir ao Banco aumentar a sua actividade de financiamento às PME Nacionais.

Esta operação aportará um elevado impacto à economia Nacional, confirmando o compromisso da Société Générale Moçambique e da Proparco em apoiar cada vez mais os empresários e o sector privado em Moçambique, e nos países em Desenvolvimento onde a iniciativa está presente.

Leia o artigo: Conheça a Banca em Moçambique e escolha com que instituição irá trabalhar em 2021

A garantia da carteira EURIZ concedida à Société Générale Moçambique cobre um montante de 3 milhões de euros e permitirá partilhar o risco associado ao financiamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME’s) Moçambicanas, aumentando desta forma a capacidade do banco para financiar o Crescimento e Desenvolvimento da Economia Nacional.

As MPMEs detidas por mulheres e aquelas que actuem no sector agrícola serão particularmente visadas por esta iniciativa hoje apresentada.

A GARANTIA EURIZ

Lançada em Maio de 2019 com o apoio da União Europeia (UE) e do Fundo Europeu de Desenvolvimento, e do Grupo de Estados de África, Caraíbas e Pacífico (ACP), a garantia EURIZ visa facilitar o acesso ao crédito às MPME, em particular nos sectores com elevado impacto no desenvolvimento, a fim de as ajudar a desempenhar o seu papel essencial no crescimento económico e na criação de emprego.

Relacionado  Cimento Nacional fecha as portas

Esta iniciativa demonstra a prioridade atribuída pela Proparco no apoio ao sector privado em países em vias de desenvolvimento, particularmente em sectores de elevado impacto socio-económico.

Ao apoiar as mulheres empresárias, este projecto contribui para a realização do ‘Objectivo 5’ do Desenvolvimento Sustentável (Igualdade de Género) e para 2XChallenge, iniciativa de um grupo de instituições financeiras de desenvolvimento para promover a igualdade de género.

“A Proparco tem o prazer de poder contar com um parceiro-chave como a Société Générale Moçambique para apoiar as PME num país onde a inclusão financeira continua a ser um enorme desafio. Ao visar as mulheres empresárias e o sector agrícola, este projecto aborda importantes desafios de desenvolvimento e terá um forte impacto positivo em Moçambique”. disse Siby Diabira, Directora Regional da Proparco para a África Austral.

SOBRE A PROPARCO

A Proparco trabalha há mais de 40 anos para promover o desenvolvimento sustentável em África, Ásia, América Latina e no Médio Oriente. É uma filial da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) dedicada ao sector privado, financia empresas e instituições financeiras e ajuda-as na gestão do impacto das suas actividades.

Relacionado  Moçambique regista baixa de preços

Em 2019, afectou 2,5 mil milhões de euros ao financiamento, concentrando-se em sectores-chave do desenvolvimento: infra-estruturas, incluindo energias renováveis, agro-indústria, instituições financeiras, saúde e educação.

As suas intervenções apoiam actores privados que contribuem para a realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) através da criação de emprego e rendimento, do fornecimento de bens e serviços essenciais, da redução da pobreza e da luta contra as alterações climáticas. África é a primeira região de intervenção Proparco com 1,285 milhões de euros concedidos em 2019, ou seja, 51% dos seus compromissos.

SOBRE A SOCIÉTÉ GÉNÉRALE

A Société Générale é um dos maiores grupos europeus de serviços financeiros. Baseado num modelo bancário universal diversificado, o Grupo combina força financeira com uma estratégia de crescimento sustentável e pretende solidificar-se enquanto referência para as relações bancárias, reconhecida nos mercados onde actua, pela proximidade com os seus clientes, qualidade de execução e empenho das suas equipas.

O Grupo Société Générale desempenha um papel activo na economia há mais de 150 anos, tendo hoje 138.000 empregados, sediados em 62 países e servindo diariamente mais de 29 milhões de clientes em todo o mundo. O forte conhecimento e experiência adquiridos ao longo de mais de 100 anos em África, onde o grupo tem actualmente 19 filiais, permite servir diferentes segmentos da economia, nomeadamente o sector Empresarial, Pequenas e Médias Empresas e Particulares.

Relacionado  Os megaprojectos renderam ao estado cerca de 8 mil milhões de meticais

O Banco Société Générale Moçambique foi estabelecido em Moçambique em Outubro de 2015, através da compra de uma participação de 65% pela Société Générale Group, da MCB Moçambique. É hoje um banco de referência no mercado da Banca de Empresas em Moçambique, o banco celebrou o seu 5º aniversário em 2020 e conta agora com mais de 130 empregados. O projecto de expansão destina-se às principais capitais de província do país, acompanhando os nossos clientes nas suas diversas actividades em todo o país.

Hoje o banco tem 6 agências que cobrem Maputo, Matola, Beira, Nampula e Mecuburi, e tem a perspectiva de abertura de mais agências no Norte do País, num futuro próximo.

O modelo de banca comercial desenvolvido pelo Banco Société Générale Moçambique baseia-se numa excelente relação com os nossos clientes, na especialização dos nossos gestores, na eficiência e eficácia da nossa banca transaccional quotidiana, na rapidez de execução e na competitividade no Comércio Internacional.

Para mais detalhes: www.societegenerale.com; https://afrique.societegenerale.com/en/; societegenerale.co.mz.

FONTESociété Générale

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui