Sábado, Junho 15, 2024
spot_img

Sector privado registou aceleração de crescimento em Junho

Segundo o indicador Purchasing Managers’ Index (PMI) calculado pelo Standard Bank, que reflete as expectativas do sector privado acerca da economia, a dinâmica de crescimento no sector privado moçambicano acelerou em Junho.

A tendência acompanha “um crescimento rápido da produção, de novas encomendas e do emprego”, refere a mais recente nota de divulgação do indicador, que o coloca no valor 52,9, o registo mais alto desde Novembro de 2015.

Nesta análise, valores acima de 50 apontam para uma melhoria nas condições das empresas no mês anterior, ao passo que valores abaixo de 50 mostram uma deterioração.

Segundo o banco, “as novas encomendas aumentaram ao ritmo mais rápido em quase quatro anos, à medida que a melhoria da confiança dos clientes e a maior afluência culminaram num aumento acentuado da procura”.

“Com o aumento do volume de trabalho, as empresas aumentaram o seu número de funcionários ao ritmo mais elevado no último ano e meio”, acrescenta.

O cenário tem um outro lado: “Os dados mais recentes também demonstraram um aumento acentuado nos preços dos meios de produção”.

A subida deve-se “à procura de matérias-primas e à desvalorização do metical” e os encargos com a produção atingiram assim “o aumento mais acentuado em quase dois anos”.

O PMI publicado pelo Standard Bank resulta das respostas de directores de compras de um painel de cerca de 400 empresas do sector privado.

Entrevistas Relacionadas

Saiba como o CHatGPT pode influenciar nas carreiras do futuro

Nos últimos anos, avanços em inteligência artificial (IA) têm...

Cenário Fiscal de Médio Prazo (2025-2027): Despesas públicas mantém pressão sobre as finanças públicas

O Produto das medidas em curso de consolidação orçamental...

Indicadores prudenciais e económico-financeiros da carteira móvel: M-Pesa, E-Mola e MKesh

O Banco de Moçambique (BdM) divulgou a avaliação dos...

Novo horário de trabalho proposto para Maputo visa descongestionar o trânsito

A cidade e província de Maputo poderão adoptar novos...