A infraestrutura irá oferecer três oficinas eléctricas, uma mecânica e uma outra de soldadura, incluindo infra-estruturas de apoio, com mobiliário e equipamento para cerca de 460 inscrições por ano.

Espera-se que com a entrada em funcionamento daquele centro de formação, os moçambicanos tenham oportunidades para o crescimento socioeconómico e aumentar o fluxo de habilidades com talento para o crescimento industrial do país, realçando desta forma a confiança no potencial da mão-de-obra e no compromisso em promover o conteúdo local.

Refira-se que o lançamento da primeira pedra para a construção do Centro de Formação Profissional de Inhassoro foi feito em 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui