- Anúncio-

A importância da retenção de talentos para as organizações 

Análise de Mercado

O mercado está cada dia mais competitivo, com isso, ter profissionais qualificados e engajados é um factor determinante para que as empresas tenham um bom desempenho e se mantenham expressivas no mercado.

O principal activo das empresas, diria até, o mais valioso, são as pessoas. Naturalmente pressupõe-se que se a equipa da firma é formada por pessoas engajadas, alinhadas aos valores da instituição e que apresentam alta performance, o seu negócio tem maior probabilidade de crescer.  São os talentos que levarão os resultados da organização a um novo patamar. Por isso, a retenção de funcionários “de alto nível” é fundamental.

Para ter certeza que estamos alinhados com o tema em causa, vamos definir de forma clara e prática a retenção de talentos:

É um conjunto de estratégias, políticas e práticas que as empresas adoptam com o objectivo de manter na organização os seus colaboradores, seus profissionais talentosos, engajados com os seus objectivos.

Como fazemos então para reter os talentos?

Alguns administradores de empresas acreditam que o aumento salarial de tempos em tempos é a forma mais eficaz de garantir a retenção de clientes, entretanto depender exclusivamente dessa estratégia para manter os profissionais mais preciosos na empresa é arriscado. Os efeitos dessa prática são curtos e frágeis.

As estratégias de retenção de talentos não são estáticas, não há fórmula secreta e mágica que seja infalível, cada empresa precisa montar um método que vá de acordo com a sua realidade. Partilhamos neste artigo algumas práticas que as empresas podem usar aquando da criação do seu plano de acção.

Invista em um ambiente de trabalho agradável – Se o ambiente de trabalho não for tranquilo, os profissionais vão procurar um local mais adequado às suas necessidades. Não é necessário grandes investimentos para um bom ambiente. Ações simples como uma confraternização mensal, actividades recreativas e um lanche para comemorar a conquista de metas ou simplesmente uma boa conversa descontraída entre chefes e funcionários, são detalhes que fazem toda a diferença e são parte de uma rotina agradável e por todos desejada.

Reconheça os resultados do colaborador – Alguns contratados dizem não se importar com status, mas se pensarmos bem, quem não gosta de ser reconhecido, elogiado e ter o seu trabalho valorizado?

Na sua maioria, os colaboradores se importam sim e trabalham melhor se recebem reconhecimento, como elogios em público, e principalmente quando se sentem como peça fundamental para a equipa e para a empresa como um todo.

Monte um bom plano de carreira – Quando entra numa empresa, o colaborador normalmente vê uma oportunidade de construir uma carreira longa e de sucesso com a sua contratante. Se a empresa apresentar um bom plano de carreira, tem mais chances de reter seus melhores talentos.

Preze pela segurança profissional – Colaboradores que se sentem seguros nos seus empregos, tendem a ser mais produtivos e principalmente a conseguir desenvolver suas funções com mais qualidade. É óptimo poder dormir sabendo que o seu trabalho está garantido na manhã seguinte, sem medo de sustos de demissões repentinas ou mudanças abruptas.

Avalie os benefícios financeiros – Comissões, aumentos de salário, bónus e qualquer tipo de recompensa monetária são definidos por alguns gestores como um motivador de peso na retenção dos talentos e de facto são, entretanto você pode oferecer em detrimento ou acrescido ao salário e comissões, seguros de saúde e outras bonificações atractivas. 

Crie uma cultura de feedback – Quando chega um funcionário a uma empresa, ele trabalha na esperança de conseguir evoluir dentro do plano de carreira, e se isso não for possível, é necessário que ele saiba em quais pontos deve melhorar para atingir seus objectivos. Isso implica o retorno a respeito da sua produtividade e comportamento, bem como uma clara abertura a opiniões por parte da empresa. Os colaboradores com receio de opinar, retraem-se e é pouquíssimo provável que sejam dos mais produtivos.

Como supracitado, estas acções não são estáticas. Faça da sua comunicação interna, uma aliada. Avalie seus colabores, seu desempenho individual e colectivo, procure identificar suas forças e fraquezas para entender suas necessidades e principalmente conseguir mantê-lo motivado.

Várias empresas não têm um melhor desempenho por sua constante rotação de funcionários, que não permite ter pessoas realmente engajadas com a empresa, executando suas funções com a missão de atingir o objectivo da organização.

Lembre-se que colabores motivados alavancam a empresa e o inverso, bom, nada de bom pode advir de pessoas desmotivadas não é?

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -