O Access Bank Mozambique SA, Atlas Mara Limited e ABC Holdings Limited anunciam que assinaram um acordo definitivo relativo a uma proposta de aquisição da African Banking Corporation (Moçambique), SA (“BancABC”) pelo Access Bank Mozambique, SA seguido por uma subsequente fusão das duas entidades.

Após a fusão legal dos dois bancos, a entidade ampliada deverá ser o sétimo maior banco do país e será uma subsidiária de propriedade maioritária do Access Bank Plc.

Uma vez implementado o acordo, o banco combinado deverá fortalecer seus índices financeiros e regulatórios, resultando numa estrutura de capital robusta que apoiará o crescimento sustentável e garantirá que a base de clientes dos bancos se beneficie por fazer parte de um dos maiores grupos bancários africanos.

A transação está sujeita ao cumprimento de várias condições precedentes que, entre outras, incluem aprovações regulatórias pelo Banco Moçambique, entre outras entidades relevantes.

Os principais destaques da proposta incluem uma transação complementar que combina as capacidades de financiamento de atacado e comércio do Access Bank Mozambique com as operações bancárias de retalho e comercial do BancABC.

Relacionado  Sector imobiliário africano com esperança de mudança para 2023

Os clientes do Acess Bank Mozambique e BancABC vão beneficiar de um banco bem capitalizado, uma oferta de produtos e serviços mais sofisticada e uma rede geográfica mais ampla.

Comentando a transacção, o Diretor Executivo do Access Bank Mozambique, Marco Abalroado, disse: “Estou muito satisfeito por termos chegado a um acordo para uma proposta de fusão com o BancABC, um banco comercial e de retalho dinâmico com presença em seis províncias de Moçambique. Esta fusão, que fará com que o banco combinado se torne um banco relevante em Moçambique, aumentará nossa escala e melhorará nossa alavancagem operacional, permitindo-nos entregar nossas ofertas existentes de retalho e atacado a uma base mais ampla de clientes em Moçambique, posicionando o banco para o crescimento na trajetória de longo prazo para o país. A fusão também permitirá um foco contínuo em capital humano robusto nos bancos combinados para melhor servir nossos clientes e contribuir para a economia”.

FONTECarta de Moçambique

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui