Quinta-feira, Julho 18, 2024
spot_img

Banco Africano de Desenvolvimento renova compromisso com projectos de energia em Moçambique

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) reafirmou seu compromisso em apoiar os projectos de geração de energia em Moçambique, destacando seu papel crucial no desenvolvimento do sector. O anúncio foi feito durante a cerimónia de assinatura dos acordos de parceria para a implementação do projecto hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa, realizada nesta Quarta-feira, 13 de Dezembro, em Maputo.

Henry Baldeh, representante do BAD em Moçambique, assegurou que a instituição continuará a apoiar os esforços do governo moçambicano no fornecimento de energia, fornecendo garantias e investimentos financeiros necessários para garantir o sucesso dos projectos em andamento. “Fiquem descansados porque o BAD, como parceiro do desenvolvimento e crescimento, vai continuar a apoiar os esforços do Governo para o fornecimento de energia conveniente”, afirmou Baldeh.

Durante seu discurso, Baldeh ressaltou o comprometimento do BAD em desempenhar um papel activo como conselheiro do projecto hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa, um empreendimento ambicioso que visa desenvolver uma barragem, uma central hidroeléctrica com capacidade de até 1500 MW e uma linha de transporte de energia eléctrica em alta tensão de 1300 Km.

“Somo parceiros comprometidos e, por isso, vamos continuar a apoiar a liderança e as próximas fases do projecto. A infra-estrutura vai ajudar a industrializar a economia e a consolidar a posição do País enquanto produtor de energia”, destacou Baldeh, enfatizando a importância estratégica do projecto para o desenvolvimento inclusivo e sustentável em Moçambique.

Com um custo estimado de 4,5 mil milhões de dólares, o projecto Mphanda Nkuwa é considerado um marco significativo para o país, abordando não apenas as necessidades de energia, mas também equilibrando a disponibilidade de água, segurança alimentar e desenvolvimento inclusivo. A conclusão desse empreendimento está prevista para 2031, representando um passo crucial na busca por uma matriz energética mais robusta e sustentável em Moçambique.

Entrevistas Relacionadas

Moçambique propõe abordagem adaptada na transição energética para países em desenvolvimento

Moçambique defende que as metas globais para a redução...

Banco Mundial destina 150 Milhões de dólares para impulsionar o sector energético em Moçambique

O Banco Mundial vai canalizar  150 milhões de dólares...

Niassa: concluídas as obras da mini central hídrica de 400 milhões de meticais

As obras de construção da mini central hídrica de...

Empresa Sul-Coreana garante contrato de 31,1 milhões de dólares para modernizar a rede eléctrica em Moçambique

A sul-coreana Hyosung Heavy Industries garantiu um contrato significativo...