BIM, BCI e Standard mantêm-se como bancos de importância sistémica em Moçambique

O Banco Internacional de Moçambique (Millennium BIM), o Banco Comercial e de Investimentos (BCI) e o Standard Bank mantêm-se como as três instituições de crédito de importância sistémica, anunciou o regulador moçambicano.

São os mesmos que no ano anterior, com BCI e Millennium bim a trocarem de posição.

No rácio consultado hoje pela Lusa que mede a importância para o setor, rotulada com a sigla inglesa D-SIB, o Millennium bim encabeça a lista com 251 pontos, seguindo-se o BCI com 228 e o Standard Bank com 139.

O banco Absa Moçambique mantém a posição de importância quase sistémica, com 80 pontos.

A lista inclui outras 19 instituições de crédito domésticas que o Banco de Moçambique considera não terem importância sistémica.

A lei prevê que o banco central publique até ao dia 30 de abril de cada ano a lista de instituições de crédito classificadas como ‘D-SIB’ ou ‘quase D-SIB’, com base nos dados reportados em 31 de dezembro do ano anterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui