Sexta-feira, Julho 19, 2024
spot_img

LAM poderá voltar a voar pelo espaço europeu em Novembro

“Estamos a prever retomar essa rota a 20 de Novembro. É vital e vai mudar o rosto da companhia”, afirmou num encontro com jornalistas, em Maputo, o director-executivo da sul-africana FMA, Theunis Crous.

A LAM já tinha assumido anteriormente que está empenhada em obter as devidas autorizações para utilizar o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e horários de gestão de ‘slot’.

Theunis Crous acrescentou que a companhia já negociou também o aluguer de um Boeing 737 cargueiro, apenas para tratar do transporte de mercadorias dentro do país e para o exterior, nomeadamente África do Sul, esperando colocar ao serviço um segundo seis meses depois.

“É uma oportunidade que pode tornar a companhia rentável. O transporte de carga é um negócio muito rentável”, insistiu.

A retoma dos voos comerciais da companhia aérea de bandeira moçambicana para a Europa, com a ligação Maputo-Lisboa e vice-versa, dár-se-á nove anos depois de a LAM ter sido banida pela União Europeia alegadamente por o Instituto de Aviação Civil de Moçambique (IACM) não cumprir com as regras de segurança na supervisão das operações aéreas.

Na altura, a Comissão Europeia apontou várias razões para a decisão: a falta de um quadro legal que regula a actividade de aviação, a inexistência de supervisão das companhias aéreas, deficiências no processo de certificação dos operadores aéreos e o reduzido número de técnicos qualificados para trabalhar na área de aviação civil em Moçambique.

A propósito, em Agosto de 2020, a LAM teria sido colocada à prova ao voltar a voar para Lisboa por um período de 30 dias, na esperança de que caso a companhia tiver acautelado as exigências da Europa, voltaria a voar em definitivo. Debalde. Tal não aconteceu até momento em que se aventa um possível retorno ao espaço europeu.

 

Entrevistas Relacionadas

Empresários defendem ajustes no PAE para impulsionar economia moçambicana

O Pacote de Medidas de Aceleração Económica (PAE) foi...

Veja as implicações dos novos acordos de dívidas ocultas para Moçambique

O Fundo Monetário Internacional (FMI) revelou nesta Quarta-feira (17)...

FMI ajusta a previsão do crescimento da economia mundial para 3,3% em 2025

O Fundo Monetário Internacional (FMI) ajustou ligeiramente para cima...

FMI: Nada norteia atribuições de isenções fiscais em Moçambique

Alexis Meyer-Cirkel está de saída de Moçambique, onde esteve...