Sábado, Junho 15, 2024
spot_img

Millennium bim na inauguração do “Muro da Biodiversidade”

Na passada sexta-feira em Maputo, o Millennium bim testemunhou a inauguração do “Muro da Biodiversidade”.

O mural insere-se numa iniciativa que tem como objectivo promover a pintura de cerca de 40 murais sobre a fauna bravia, marinha e flora moçambicanas.

Localizado à saída do Aeroporto Internacional de Maputo, este mural visa transformar a zona no primeiro “postal” da bela Cidade de Maputo e do País, transmitindo como principais mensagens aos visitantes e residentes a sensibilização para o combate à caça furtiva em Moçambique, uma promoção da conservação da Biodiversidade, a protecção aos ecossistemas marinhos, florestais e meio ambiente no geral.

Para Albino Andrade, Administrador do Millennium bim, “os nossos recursos faunísticos e florestais fazem parte dos valores que caracterizam o nosso belo Moçambique, cabe a nós, como sociedade, contribuir para a conservação dos ecossistemas e da biodiversidade. Preservar o meio ambiente, é garantir a continuidade e perenidade desses recursos.

Para o Millennium bim, a sustentabilidade é um dos factores mais relevantes de afirmação da marca e reflecte a preocupação e o empenho do Banco na redução da sua pegada ecológica, mas acima de tudo o papel activo que exerce na sociedade na protecção e conservação do meio ambiente , mitigação das alterações climáticas e na melhoria da qualidade de vida das pessoas e comunidades em que opera.

O Projeto “Muro da Biodiversidade” é implementado pela empresa de Reciclagem & Serviços (R&S), em parceria com Millennium bim, Aeroportos de Moçambique, Conselho Municipal de Maputo, através da Administração Nacional das Áreas de Conservação, entre outras entidades.

O apoio à protecção da biodiversidade e conservação do meio ambiente é um
dos pilares de acção do programa de Responsabilidade Social “Mais Moçambique pra Mim” do Millennium bim, que tem vindo a ser implementado ao longo dos anos, com impacto significativo na vida dos moçambicanos , do Rovuma ao Maputo.

Entrevistas Relacionadas

Novo Código Comercial: Entidades Legais devem registar beneficiário efectivo até 6 de Junho de 2024

Informe | Artigo 99˚ do Código Comercial Até 6 de...

Mais de 40 empresas italianas demonstram interesse em parcerias comerciais com Moçambique

Na última Sexta-feira (17), em Maputo, realizou-se uma conferência...

XIX CASP 2024: Moçambique atrai investidores globais para projectos avaliados em US$ 1,2 Bilhões

Serão discutidos projectos de diversos sectores avaliados em cerca...