Quinta-feira, Julho 18, 2024
spot_img

Moçambique pode ampliar fornecimento de grafite para 15% até 2030 

Moçambique, conhecido por sua abundância em recursos naturais que vão de rubis a carvão, está emergindo como um protagonista crucial no mercado global de grafite. Este mineral, essencial na produção de baterias de lítio para veículos eléctricos, está no centro das atenções devido ao potencial de Moçambique em expandir significativamente sua participação no mercado internacional.

Segundo a Benchmark Mineral Intelligence, Moçambique actualmente responde por 10% do fornecimento global de grafite. A previsão é que essa participação aumente para 15% até o final da década, impulsionada pela qualidade e quantidade das reservas do país. Este crescimento projectado reflete o papel crítico da grafite na transição global para veículos eléctricos mais sustentáveis.

Apesar do optimismo, há desafios significativos. A China detém actualmente cerca de 70% do mercado global de grafite, destacando a necessidade de Moçambique consolidar sua posição competitiva. A recente promessa de um empréstimo de 150 milhões de dólares dos Estados Unidos para desenvolver a indústria de mineração em Moçambique ressalta a importância estratégica da grafite para economias globais.

A maior mina de alto teor do mundo, localizada em Balama, operada pela empresa australiana Syrah Resources, exemplifica o potencial de Moçambique. Com reservas capazes de sustentar operações por mais de 50 anos, a mina assinou um acordo lucrativo para fornecer grafite natural à gigante sul-coreana de baterias Posco.

No entanto, desafios como a segurança na região de Cabo Delgado, onde está localizada Balama, persistem devido à insurgência islâmica. Embora haja sinais de estabilização, essas questões podem afectar o desenvolvimento futuro da indústria de grafite em Moçambique.

A tecnologia de grafite sintética representa outra possível interrupção, apesar de ser mais cara de produzir. Avanços tecnológicos podem tornar a grafite sintética uma alternativa mais viável no futuro, desafiando Moçambique a capitalizar sua vantagem natural enquanto desenvolve uma indústria robusta e sustentável.

Entrevistas Relacionadas

Kenmare regista receita de 58,5 milhões de dólares no primeiro semestre de 2024

A Kenmare Resources, responsável pela exploração da mina de...

Kenmare anuncia progresso na produção do 2º Trimestre e 1º Semestre de 2024

A Kenmare Resources Plc anunciou resultados positivos no progresso...

CMM Quer cooperar regionalmente na Indústria Mineira

O presidente do Conselho de Administração da Câmara de Minas...

Cabo Delgado revoga licenças mineiras ociosas para estimular novos investimentos

Autoridades da província de Cabo Delgado estão cancelando licenças...