Novo Terminal da DP World Aumenta Eficácia Nas Exportações de Citrinos

A DP World em Maputo processou com êxito a primeira exportação de citrinos refrigerados da safra de 2022. Através de uma combinação de novas soluções, incluindo um serviço de navegação directa, a DP World em Maputo provou ser o canal ideal para a indústria citrícola sul-africana que exporta para o Médio Oriente e o Sudeste Asiático.

A região sul-africana de cultivo de citrinos, situada a sul da fronteira de Moçambique e que, numa safra de seis meses, produz mais de 50 000 contentores de 40 pés, tornou-se na segunda maior exportadora mundial de citrinos em 2020.

Desde que obteve a concessão para gerir, desenvolver e operar o terminal de contentores no Porto de Maputo, de acordo com um comunicado, a DP World em Maputo tem procurado fornecer soluções de exportação eficientes aos clientes de Moçambique e dos mercados vizinhos.

Graças à eficiência das operações portuárias, tempos de espera insignificantes e redução de custos para os clientes que utilizam a rota, a DP World em Maputo proporciona aos clientes do interior da África Austral um terminal eficiente e fiável, promovendo o desenvolvimento económico na região.

Para Christian Roeder, CEO da DP World em Maputo, encontrar formas eficientes de exportar os produtos frescos de grande procura, como os citrinos, tem sido uma das prioridades máximas no Porto de Maputo.

“Os fruticultores da África Austral estão a descobrir as vantagens de tempos de trânsito mais curtos através das nossas soluções logísticas seguras, eficientes e integrais. Isto significa uma redução significativa de tempo e dinheiro para os agricultores locais com melhor exposição aos mercados internacionais”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui