Quinta-feira, Maio 23, 2024
spot_img

Relaxamento das Medidas “Satisfaz” Sector do Turismo em Moçambique

Presidente do Pelouro Turismo, Associações e Restauração das Confederações Económicas (CTA), Muhammad Abdullah, considera o momento certo para a reforma do setor, na sequência do Recurso das medidas de prevenção do Covid-19, anunciado esta quarta-feira no Recurso das medidas de prevenção da Covid-19-feira (16).

Recordar que na sua comunicação à Nação obrigatória sobre o Estado de Calamidade Pública, o Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou entre outras medidas de suspensão para substituir e aumentar o horário de funcionamento de 1 horas e horários de hotéis para 18 horas o que pode ser executado De acordo com um CTA, demonstre que o Governo está a acolher as sugestões do setor privado, em particular o setor de turismo que sempre advogou pela reabertura das praias e amplia o horário de funcionamento dos restaurantes.

Entretanto, Muhammad Abdullah, a maior mobilidade de oportunidades de turismo, pelo que neste momento importante é focar na criação e implementação de mecanismos de apoio à reforma das empresas do setor.

“A decisão de informação vem sem dúvida no momento certo. Para o setor do Turismo, constitui uma lufada de ar fresco e uma oportunidade real para a reforma do setor. A confiança e o otimismo aumenta automaticamente o setor de confiança e o otimismo não aumenta o número de pessoas e aumenta o número de pessoas em maior mobilidade”, friou-se Abdullah.

Desta feita, o Pelouro da oportunidade para alavancar o aumento da reflexão do setor, materializando-se com os três pontos principais transformados, não usando o último fim-de-semana, a saber: a modificação robusta vistos online, a Promoção digital do destino robusto vistos Moçambique, tanto no mercado nacional como internacional, bem como, a criação do Bureau de Convenções.

“É, enquanto setor, podemos todas as oportunidades que temos. Esta é seguramente uma delas e por isso vamos, todos juntos, trabalhar para alcançar resultados, não só para o nosso setor, mas para a economia do país no geral”, concluiu.

Entrevistas Relacionadas

Moçambique participa na feira do turismo em Durban, África do Sul

Moçambique marca presença entre os 26 países africanos na...

ʺUm Olhar sobre os potenciais riscos de influência política nas decisões de política monetáriaʺ

A Lei Orgânica do Banco de Moçambique define como...

MOPHRH divulga oportunidades de investimento na N1

O Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos...

Já são conhecidas as 30 Mulheres mais influentes na COMARP, em Moçambique

Decorreu na última sexta-feira (10), em Maputo, a Conferência...