O Standard Bank está a viabilizar o processo de importação de bens e serviços da China, de maneira inovadora, eficiente e segura, para empresas e particulares, através do serviço Agente África-China (ACAP), neste período em que as viagens a este país asiático estão condicionadas, devido às incertezas causadas pela Covid-19.

Esta solução permite aos investidores moçambicanos estabelecer em contactos, avaliar e comunicar com fornecedores e vendedores chineses, bem como gerir o processo de importação de bens e serviços de qualidade, sem ter que se deslocar à China.

Muito recentemente, o serviço registou a primeira grande operação comercial, referente à importação de cerca de 20 mil unidades de equipamento agrícola.

Inicialmente, o importador enfrentou dificuldades nos contactos que realizou com diferentes fornecedores chineses no sentido de aceitarem a carta de crédito, facto que foi resolvido através do ACAP, que flexibilizou o processo de importação.

Motivada pela eficiência do serviço, actualmente, este importador do ramo agro pecuário está a realizar a segunda operação de importação, igualmente, através do ACAP.

Outra operação de sucesso, através deste serviço do Standard Bank, efectivou-se com uma empresa de importações, que adquiriu da China tubos e acessórios para um dos seus clientes.

Relacionado  BCI lidera mercado de bancos com 31,73% do total de agências

Da lista de operadores que beneficiaram do ACAP consta ainda um investidor particular, que importou 1.500 máscaras para a prevenção do novo coronavírus.

Importa referir que, na materialização desta solução de negócio, que dá aos importadores tempo suficiente para receber e vender as mercadorias antes de efectuar o pagamento, o Standard Bank conta com a parceria do Banco Industrial e Comercial da China (ICBC).

FONTEFDS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui