Segunda-feira, Maio 20, 2024
spot_img

Vale vai abandonar a exploração de carvão em Moçambique, mas sem data definida

O Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, disse que a mineradora Brasileira Vale vai mesmo retirar-se do negócio do carvão. O ministro assegura que o processo decorre a bom ritmo e que estão salvaguardados os direitos da população.

Limita-se a uma questão de tempo a conclusão do processo de retirada do mercado nacional da mineradora Vale, envolvida na exploração do carvão mineral no centro do país há mais de 10 anos.

“O primeiro passo será o negócio efectuado entre os dois accionistas, a Vale e a Mitsui, que irá permitir que  Vale tome conta de 100% do que existe quer na componente de infra-estrutura no corredor de Nacala, quer na componente do sector minério e esse passo deverá ser encerrado nas próximas semanas”, garantiu o ministro.

É do conhecimento do Governo que a Vale já contratou alguns bancos de investimento que estão a assessorar a identificação de empresas que tenham competências técnicas e financeiras para adquirir a participação da Vale no negócio. 

“O Governo tem estado a acompanhar o processo, assegurando que não seja posta em causa a continuidade das operações do empreendimento mineiro de Moatize de carvão nem no corredor de Nacala”, sustentou Tonela. 

As mais valias serão ainda objecto de uma avaliação da Autoridade Tributária de Moçambique 

Entrevistas Relacionadas

Deccan Gold Mines investe em Moçambique com aquisição de lítio

A Deccan Gold Mines (DGML), a única empresa de...

ʺUm Olhar sobre os potenciais riscos de influência política nas decisões de política monetáriaʺ

A Lei Orgânica do Banco de Moçambique define como...

Contribuição fiscal da Kenmare Resources alcançou 1,9 mil milhões de meticais em 2023

A Kenmare Resources, uma das principais produtoras globais de...

MOPHRH divulga oportunidades de investimento na N1

O Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos...