Segunda-feira, Maio 27, 2024
spot_img

A Suíça vai aumentar o apoio financeiro a Moçambique

Nos próximos quatro anos, o governo suíço aumentará o seu apoio financeiro a Moçambique para 1,9 mil milhões de meticais que serão investidos em áreas como o desenvolvimento económico, prestação de serviços e descentralização.

Esta notícia foi anunciada pelo embaixador suíço em Moçambique, Olivier Burki, esta quarta-feira, 1 de Dezembro, em Maputo.

“Embora a Suíça apoie vários projectos de desenvolvimento em todo o país, as províncias de Nampula, Niassa e Cabo Delgado, nas quais vive cerca de um terço de toda a população, continuarão a ser a nossa prioridade”, disse Burki.

O próximo Programa de Cooperação Suíça para Moçambique, acrescentou, também aumentará o seu financiamento para projectos humanitários, compreendendo a crescente procura de bens de primeira necessidade humana, resultante de desastres naturais e conflitos civis.

O objectivo global do Programa Suíço de Cooperação para Moçambique é a redução da pobreza, onde o desenvolvimento económico e a criação de emprego continuariam a ser a pedra angular.

A Suíça, afirmou, continuará a apoiar projectos seleccionados e políticas de intervenção para melhorar o ambiente empresarial, e a apoiar os micro agricultores e as empresas médias na obtenção de novas oportunidades de negócio que os ajudariam a recuperar dos choques económicos.

O Presidente da Câmara de Comércio Moçambique-Suíça (MSCC), disse ao Cub de Moçambique, que “o MSCC orgulha-se de estar ligado e representar o sector privado suíço em Moçambique e congratulamo-nos com a crescente parceria entre os nossos países”.

“A ligação com o sector privado desde o primeiro dia é vital para uma cooperação bem sucedida”. Fortes laços entre instituições governamentais, programas de desenvolvimento e empresas privadas podem tornar o crescimento económico mais significativo”, disse Adrian Frey.

” Até agora, os investimentos privados suíços criaram mais de 10.000 empregos em Moçambique. Se apoiarmos e orientarmos o Governo suíço nos seus programas, podemos criar mais oportunidades de carreira”, acrescentou Frey.

Entrevistas Relacionadas

Emose obteve lucro de mais de 40 milhões de Meticais em 2023

O resultado líquido da Empresa Moçambicana de Seguros (Emose)...

INP considera movimento da Galp como rotineiro

O Instituto Nacional de Petróleo (INP) declarou na Quinta-feira,...

Vodacom Moçambique lança Fundação para impacto social

A Vodacom Moçambique fez o lançamento oficial da Fundação Vodacom Moçambique. A cerimónia...

Galp concluiu a venda da sua participação no projecto GNL

A Galp concluiu a venda de sua participação no...