- Anúncio-

Agro-Jovem recompensa honestidade e determinação dos empreendedores

Análise de Mercado

Mais de 300 mil meticais para reforço de negócios, entregues a empreendedores que desenvolveram os seus negócios e garantiram a criação de postos de trabalho, cumprindo com as suas obrigações.

Duas empresas lideradas por jovens, baseadas nas cidades de Nacala e Cuamba receberam da Gapi, um incentivo em forma de“investimento social”num montante que totaliza 320 mil MT por terem bom desempenho e cumprido o contrato de financiamento no âmbito do programa Agro-Jovem.

Estas duas empresas, que, conjuntamente, empregam 20 pessoas das comunidades onde estão inseridas, são pertença de Filomino Gonçalves e Isaías Emiliano e Abdul Buana e Juvêncio Burine, respectivamente. Ambas operam no ramo avícola.

A “Mualakhu”, termo que significa galinha em Macua, está no negócio de criação e comercialização de frango de corte; a “VetService” presta serviços de formação e apoio a criadores e venda de ração para cães e aves.

“Este valor vai fazer com que consigamos adquirir mais produtos, remédios e ração dos animais, e expandir ainda mais os nossos serviços na província de Nampula. Estamos gratos por este prémio que é um reconhecimento por termos conseguido honrar com o financiamento” – declarou o co-proprietário da Vet Service, Isaías Emiliano.

O instrumento de “investimento social” faz parte de um incentivo concebido pela Gapi-SI no âmbito do Agro-Jovem, que prevê a devolução aos beneficiários de uma parte do valor do capital financiado e reembolsado. São elegíveis os empreendedores que apresentem bom desempenho nos seus negócios e cumpram com o contrato de financiamento.

“Estes são dois exemplos claros da importância de implementar projectos com uma abordagem que combine financiamento com assistência técnica em mentoria e orientação na gestão de negócios. Quando se é jovem e se começa um negócio as dificuldades, barreiras e riscos são enormes. Precisam deste tipo de apoio e metodologia de assistência que a Gapi disponibiliza nos seus programas.” – afirmou Edwina Ferro, coordenadora do programa Agro-Jovem.

O Agro-Jovem é um programa financiado pela Danida e lançado pelo Chefe do Estado em 2015, com o objectivo de apoiar as instituições de ensino a estimular o empreendedorismo no seio dos jovens recém-formados em matérias relevantes para o desenvolvimento de negócios com impacto positivo na segurança alimentar.

Até finais de Agosto e além de actividades de formação abrangendo cerca de 2500 jovens técnicos envolvendo 20 instituições de ensino,o programa financiou 265 empreendedores em todo país num montante da ordem de um milhão de dólares. Cerca de 40 por cento dos beneficiários operam nas províncias de Cabo Delgado, Niassa e Nampula.

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -