Segunda-feira, Maio 27, 2024
spot_img

Kenmare Resources prepara-se para aumento na produção após queda no primeiro trimestre

A Kenmare Resources, empresa que explora a mina de titânio de Moma, em Moçambique, informou esta Quinta-feira, 11 de Abril, que está no bom caminho para cumprir as suas orientações de produção para 2024, apesar de ter apresentado um conjunto de resultados do primeiro trimestre pouco expressivos.

Segundo a revista britânica Shares, as acções da Kenmare desceram 6,0%, na bolsa de Londres, na manhã desta Quinta-feira, explicando que, no trimestre que terminou em Março, a empresa escavou 9,2 milhões de toneladas de minério com um grau de 4,15%, em comparação com 9,3 milhões de toneladas a 4,13% no primeiro trimestre de 2023. Os embarques caíram 11% para 242 900 toneladas no primeiro trimestre de 2024, contra 271 700 toneladas do ano anterior.

“As taxas de produção caíram para quase todas as commodities, excepto a ilmenite, que aumentou 0,6% para 205 500 de 204 300 toneladas. O zircão primário registou o declínio mais acentuado, com uma queda de 27% para 8300”, revela a revista.

A Kenmare informou, através de um comunicado, que o mercado de zircão mostrou alguns sinais de recuperação desde Janeiro, graças em parte à crescente procura da mercadoria na Índia, embora a procura europeia continue fraca. “A firma registou uma procura superior à esperada nos três meses e tem uma forte carteira de encomendas para o segundo trimestre”, revelou a empresa.

Olhando para o futuro, a mineradora apontou que está no caminho certo para cumprir a sua orientação para 2024, com a produção prevista para se fortalecer ao longo do resto do ano “devido à melhoria da estabilidade de energia na estação seca”.

Para 2024, a Kenmare espera produzir entre 950 mil a 1,1 milhão de toneladas de ilmenite, 45 mil a 50 mil toneladas de zircão primário, oito a nove mil toneladas de rutilo e entre 37 mil e 41 mil toneladas de concentrados.

O director-geral da mineradora, Michael Carvill, comentou: “a produção no primeiro trimestre esteve em linha com as nossas expectativas e foi consistente com as orientações. Prevemos que a produção se reforce durante o resto do ano, devido a um perfil de qualidade mais forte e, normalmente, a menos interrupções sazonais de energia”.

“Os mercados para os nossos produtos foram encorajadores no primeiro trimestre, com uma procura mais forte do que o esperado, particularmente para a ilmenite. Este facto foi impulsionado pela recuperação da procura de pigmentos de titânio e pelo crescimento contínuo do mercado de titânio metálico”, acrescentou o responsável.

Entrevistas Relacionadas

Presidente da CMM convida investidores internacionais a investirem em Moçambique

Falando na Junior Mining Indaba, em Johannesburg, o presidente...

JSW Steel Investe cerca de 74 milhões de dólares para aquisição de mina de carvão em Moçambique

A JSW Steel, gigante indiana do sector siderúrgico, anunciou...

Deccan Gold Mines investe em Moçambique com aquisição de lítio

A Deccan Gold Mines (DGML), a única empresa de...

Contribuição fiscal da Kenmare Resources alcançou 1,9 mil milhões de meticais em 2023

A Kenmare Resources, uma das principais produtoras globais de...