- Anúncio-spot_img

Manuseamento de carga nos portos do país cai em 2020

Análise de Mercado

O Conselho de Administração da empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) relata queda no manuseamento de carga em todos os portos do país, apontando para isso os efeitos da Covid-19, lê-se em Relatório e Contas , referente ao ano de 2020.

Detalhadamente, os CFM registaram, sob ponto de vista global, um nível de execução de 82% e uma redução de 9% em relação à realização do período anterior, ao registar 4.9 mil toneladas métricas (mtm) manuseadas, contra 4.8 mtm registados em igual período de 2019.

Relativamente aos terminais portuários sob gestão dos CFM, a empresa diz que foram manuseadas durante este período 11.8 mtm contra 8.9 mtm manuseadas em 2019, o que representa um crescimento em torno de 34% comparativamente a ano anterior e uma execução de 106% em relação ao plano, mercê, de entre outros factores, da retoma desde Janeiro da gestão e exploração directa do terminal de carga geral e contentores de Nacala.

Contudo, os CFM dizem que o desempenho do sistema ferroviário global, de Janeiro a Dezembro de 2020, fixou-se em cerca de 16.7 mil toneladas líquidas contra cerca de 20.5 mil toneladas transportadas em 2019, representando uma redução em torno de 18% e um nível de execução de 72% em relação ao planificado. Nas linhas operadas pelos CFM, durante o período em análise, transportou-se cerca de 10.5 mil toneladas líquidas contra 11.3 mil toneladas em 2019, uma redução de 7%.

Em termos de transporte de passageiros, em 2020, a instituição reporta terem sido transportadas 3.5 mil pessoas, contra 7.4 mil registados em igual período do ano anterior que corresponde a uma redução de 52% e nível de realização de 58%, tendo sido significativa e negativamente afectado pelo confinamento social motivado pelos efeitos da Covid-19, a destacar o mês de Abril em que apenas se realizou 5% do plano.

No geral, o Conselho de Administração dos CFM afirma que o ano de 2020 foi caracterizado por muitos desafios impostos pela conjuntura interna e internacional, os efeitos da pandemia da Covid-19, que exigiram da gestão de empresas maior eficiência, melhor capacidade de resposta na operação, para assegurar a robustez e estabilidade da estrutura financeira da empresa. Mesmo assim, a empresa CFM registou resultado de imposto de 7.8 mil milhões de Meticais

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -