https://www.istockphoto.com/photo/high-voltage-electric-power-lines-at-sunset-gm1332858442-415582540

Moçambique e Tanzânia possuem recursos naturais, com destaque para o gás. Partindo desta perspectiva, os dois países equacionam estabelecer uma ligação eléctrica, fruto da cooperação entre as nações vizinhas, no âmbito da visita que Samia Suluhu Hassan efectua ao país.

“Temos estado a conversar com a Tanzânia no sentido de estabelecer uma linha de transmissão que vai ligar os dois países, tendo em conta os recursos naturais que detemos. A ideia é fazer uma interligação de Toa Re, na Tanzânia, até Palma, em Moçambique”, avançou Marcelino Gildo Alberto, presidente do Conselho de Administração da Electricidade de Moçambique (EDM).

“Queremos estabelecer uma linha de 400 megawatts (mw). Já existe um memorando de entendimento entre os Governos e, neste momento, estamos a realizar um memorando de entendimento entre as empresas dos dois países, a EDM e TANESCO ”, esclareceu Marcelino Gildo Alberto.

O projecto já conta com dois milhões de dólares para a sua execução e deverá beneficiar as duas nações, de acordo com dirigente.

Relacionado  Governo equaciona importar combustível barato da Rússia

“Os tanzanianos poderão exportar a energia para cá, assim como nós poderemos para o país deles. A Tanzânia está ligada a outros países como Uganda e Quénia e poderemos conectar-nos com eles, através de um corredor de fornecimento de energia”, reiterou o PCA.

O presidente do Conselho de Administração da Electricidade de Moçambique falava à margem da visita da Presidente da Tanzânia à Central Termoeléctrica de Maputo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui