De Janeiro a Março últimos, os mega projectos instalados no país contribuíram para o cofre do Estado em 7,8 mil milhões de Meticais, contra 6 mil milhões de Meticais registados no primeiro trimestre de 2020. O valor representa uma variação positiva de 29%.

Dados da Autoridade Tributária de Moçambique (AT), referem que da contribuição fiscal total de megaprojectos canalizada ao Estado, o destaque vai para o sector de exploração de petróleo que cresceu 10% em 2021.

A contribuição do referido subsector cresceu de 3,4 mil milhões de Meticais, no primeiro trimestre de 2020 para pouco mais de 6 mil milhões de Meticais, de Janeiro a Março de 2021.

Para além da exploração de petróleo, a contribuição fiscal dos “outros” subsectores cresceu de 276,6 milhões de Meticais em 2020, para 292,3 milhões de Meticais em 2021.

Os subsectores da exploração de recursos minerais e de energia contribuíram fiscalmente menos para os cofres do Estado no primeiro trimestre de 2021.

A exploração de recursos minerais rendeu ao Estado 794,4 milhões de Meticais de Janeiro a Março últimos, contra 829,4 milhões de Meticais registados no primeiro trimestre de 2020. Uma redução de 4,2%. O subsector de produção de energia canalizou ao Estado 745,4 milhões de Meticais, em 2021, contra 1,5 mil milhões de Meticais em 2020, uma redução de 53%.

Relacionado  BM doa USD 150 milhões para governação e economia digital no país

A fonte refere que a receita total registada pelo Estado em 2021 foi de 59,8 mil milhões de Meticais, contra 54,6 mil milhões de Meticais registados no primeiro trimestre de 2020.

FONTEMZ News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui