- Anúncio-

Pandemia da Covid-19: Apenas crise ou janela de oportunidades?

Análise de Mercado

A pandemia da Covid-19 está a trazer enormes adversidades para a economia mundial e, em particular, para a economia moçambicana, desde que foi detectado o primeiro caso da doença, em Março de 2020, causando a perda de postos de trabalho, elevando o índice de desemprego e, provocando o encerramento de muitas empresas.
Os sectores do turismo, hotelaria e restauração figuram entre os mais afectados, muito por conta das medidas adoptadas para travar novas infecções pelo vírus.

Mas em meio a tantas perdas, houve também sectores que registaram ganhos estratosféricos, tais são os casos da Saúde ‘Privada’ e o das Confecções, por exemplo, este último que incluiu a cadeia de produção de máscaras, muito necessárias para a contenção da propagação da doença.

A indústria farmacêutica também não se pode queixar, visto que as vendas de álcool e gel dispararam, assim como a venda de outros desinfectantes e medicamentos.

No mercado informal, assiste-se à venda do eucalipto, tido como uma planta eficaz para fazer bafos e descongestionar o sistema respiratório. Aliás, há até empresas que foram criadas para a comercialização desta planta.
Geralmente, as crises, num primeiro momento, criam um sentimento de pânico e incerteza, em relação ao futuro, mas quando favoravelmente vividas podem ser um trampolim para o sucesso e desenvolvimento.

Particularmente, a pandemia do Coronavírus ampliou o espaço de actuação de alguns sectores de actividade, como é o caso das telecomunicações, que reforçou a utilização do Skype, Videochamadas no Whatsapp, e democratizou o conceito de Webinar (web-based-seminar) em plataformas como o Zoom, Microsoft Teams, Youtube ou até mesmo pelo Facebook.

Efectivamente, muitas empresas do ramo das comunicações facturaram com essa inovação, bastante favorecida pela imposição do distanciamento social, que catapultou a realização de eventos pela via digital.

Muitas empresas adoptaram o modelo Home Office que consiste em colocar os colaboradores a trabalharem a partir de casa, tendo relatado resultados positivos, com mais eficiência, menos atrasos e racionalização de recursos, nalguns casos. Entretanto, a adopção deste modelo acarretou algum investimento em material informático, tendo impulsionado os negócios dos vendedores de computadores e os provedores de internet. Quem teve a visão futurística de incrementar o stock e reforçar o marketing, certamente teve razões para sorrir.

Ainda na senda da reinvenção, esta crise favoreceu o uso de canais digitais do sistema financeiro, com os bancos a crescerem nessa componente, com a promoção dos serviços já existentes e a criação de novos.

Enfim, vários são os casos de sucesso, sobre os quais não podemos estar indiferentes, simplesmente porque a pandemia devastou outros sectores.

Qual é o seu negócio? Ele já está nas plataformas digitais? Sabe como contornar o Corona?

Pense no seu negócio, elabore uma estratégia que venda tendo em conta as limitações trazidas pela Covid-19 e continue a trabalhar. Este pode ser o momento de excelência para deixar fluir a criatividade e criar oportunidades e soluções para os vários problemas que surgem. Basta olhar com positividade!

- Anúncio-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio-

Destaque

Presidente da ACIS incentiva as empresas a filiarem-se em associações

O Presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços (ACIS) Luís Magaço Jr., encoraja os empresários a filiarem as...
- Anúncio-

More Articles Like This

- Advertisement -