Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img

Petróleo: redução nos estoques dos EUA e estímulo da China impulsionam preços

Os preços do petróleo subiram nesta Quinta-feira, 25 de Janeiro, após dados mostrarem que os estoques de petróleo bruto nos Estados Unidos caíram mais do que o esperado na semana passada, enquanto o corte no rácio de reservas bancárias da China reforçou as esperanças de mais estímulos e recuperação económica.

Os futuros do petróleo Brent ganharam 25 cêntimos, 0,3%, para US$ 80,29 dólares por barril, às 04:30 GMT, enquanto o petróleo americano West Texas Intermediate subiu 31 cêntimos, ou 0,4%, para US$ 75,40 dólares por barril.

“A queda significativa nos inventários de petróleo dos EUA e as expectativas de recuperação económica da China, juntamente com mais medidas de estímulo, apoiaram os preços do petróleo”, disse Toshitaka Tazawa, analista da Fujitomi Securities.

As tensões geopolíticas no Oriente Médio também estiveram em destaque, mas os ganhos de preços foram limitados, uma vez que os prémios de risco já foram incorporados nos preços, segundo Priyanka Sachdeva, analista de mercado sénior da corretora Phillip Nova.

“Os investidores em petróleo precisam de um catalisador concreto para impulsionar ainda mais os preços, o que, honestamente, parece estar faltando por agora”, disse Sachdeva.

As forças armadas americanas realizaram mais ataques no Iêmen na madrugada de Quarta-feira, 24 de janeiro, destruindo dois mísseis anti-navio Houthi que estavam apontados para o Mar Vermelho e se preparavam para ser lançados, segundo as forças armadas americanas.

Os preços do petróleo foram também apoiados pela esperança de recuperação económica da China, com o banco central chinês anunciando um corte profundo nas reservas bancárias para injectar cerca de US$ 140 bilhões no sistema bancário e apoiar a economia e os mercados de acções em queda.

A China também ampliou os usos para empréstimos imobiliários comerciais pelos bancos, como parte de seus esforços para aliviar uma crise de liquidez enfrentada por empresas imobiliárias em dificuldades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Potencial de gás natural em Moçambique pode render 100 mil milhões de dólares

A consultora Deloitte concluiu que as reservas de gás...

África do Sul: Sasol registou decréscimo nos lucros

A Sasol África do Sul divulgou recentemente uma actualização...

Eni fortalece cadeia de valor agrícola em Moçambique com produção de óleo vegetal

A Eni deu início à produção de óleo vegetal...

TotalEnergies Registou queda de 36% no lucro ajustado

A TotalEnergies, petrolífera francesa, registou uma queda de 36%...