Nos últimos oito anos, o índice de mulheres em posição de liderança na Electricidade de Moçambique (EDM) cresceu oito por cento, passando de 18, em 2014, para 26 por cento em 2021.

Este registo vai ao encontro do compromisso assumido pela Empresa de elevar a presença feminina na organização até 40 por cento, em 2030.

Neste momento, a Empresa detém 18% de mulheres no quadro dos recursos humanos, um número considerável para uma empresa que opera num sector tradicionalmente masculino.

Numa altura em que o país vive um momento desafiante por conta da pandemia, o Presidente do Conselho de Administração, PCA, da EDM, Eng. Marcelino Gildo lança um desafio às mulheres.

“As mulheres são chamadas a ajudar a sociedade a vencer esta pandemia com a sua liderança na disseminação de mensagens e promoção de comportamentos preventivos e de segurança que ajudem o mundo na retoma do desenvolvimento sustentável”, disse Gildo, numa mensagem  alusiva ao Dia Internacional da Mulher.

Ainda na senda do dia Internacional da Mulher o Conselho de Administração reafirma o compromisso continuar a assegurar a igualdade de direitos e oportunidades entre homens e mulheres na Empresa, combatendo todo e qualquer tipo de discriminação e violência contra a mulher.

FONTEElectricidade de Moçambique (EDM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui