O Governo alemão anunciou esta  quinta-feira, que vai disponibilizar mais de 14 milhões de euros para apoiar programas de energia e educação em Moçambique.

Do valor, mais de 13 milhões de euros destinam-se ao programa conjunto “Energia Verde para Comunidades em Moçambique” e o restante 1 milhão de euros será para o programa de ensino básico e educação profissional, referiu a embaixada alemã em Maputo, num comunicado conjunto com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicano.

Segundo o documento, os fundos para o sector da energia visam contribuir para o “acesso à eletricidade sustentável a pelo menos 7.000 famílias e pequenas empresas das zonas rurais”, que não estão ligadas à rede nacional de energia bem como incentivar empresas privadas a investirem em mini redes alimentadas por tecnologia solar fotovoltaica e armazenamento de energia eléctrica em baterias.

“O programa tem como meta criar pelo menos 3 MW de capacidade instalada em zonas onde a taxa de electrificação é baixa.

Neste contexto, o programa pretende contribuir para a concretização do compromisso do Governo de Moçambique de alcançar o acesso universal à eletricidade até ao ano de 2030”, acrescenta.

Relacionado  Standard Bank já respondeu à notificação dos processos de contravenção

O valor destinado à educação insere-se no âmbito do apoio às medidas de prevenção e de gestão dos impactos da covid-19, através da obtenção de material de higienização e saneamento.

Espera-se também contribuir para a “promoção da volta e retenção das crianças nas escolas após a reabertura, incluindo apoio psicossocial, tanto para os profissionais do setor, como para os próprios alunos”.

FONTELUSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui