Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img

INC traça novas estratégias com vista a impulsionar produção de cereais em Moçambique

O Instituto de Cereais de Moçambique (INC) está traçando novas estratégias para impulsionar a produção de cereais no país, conforme previsto no Plano Económico e Social e no Orçamento do Estado. Segundo dados do plano aprovado pelo Parlamento no ano passado, o sector agrícola pretende produzir mais de três milhões de toneladas de cereais neste ano, além de oleaginosas, hortícolas, raízes e tubérculos, amêndoas e cerca de seiscentas mil toneladas de leguminosas, entre outros produtos.

Para alcançar essas metas ambiciosas, o INC está focado em fortalecer as parcerias e sinergias com os actores da comercialização agrícola. Recentemente, a instituição reuniu-se sob o lema “Fortalecer as parcerias e sinergias com os actores da comercialização agrícola rumo à dinamização da produção agrícola”, visando avaliar as acções estratégicas necessárias para atingir esses objectivos.

Entre as acções planeadas pelo INC estão a contratação de 455 extensionistas para assistir 1,2 milhão de famílias e a integração de 455.463 em diferentes cadeias produtivas. Além disso, o instituto planeia libertar quinze variedades de culturas de alto valor nutritivo e produtivo e resilientes às mudanças climáticas, produzir quinhentas toneladas de semente básica e certificar 15 mil toneladas de sementes.

O Governo delegou ao INC a missão de garantir a coordenação geral do processo de comercialização, intervir como comprador de último recurso, assegurar a criação da reserva física alimentar e promover condições de armazenamento de cereais e leguminosas nas zonas rurais. Além disso, o INC deve promover parcerias e sinergias para o escoamento dos excedentes agrícolas e colaborar na coordenação da colocação, no mercado nacional e internacional, de cereais, leguminosas e outros produtos, contribuindo para a estabilização dos preços.

Com estas medidas, estima-se um aumento de 5,7% na produção global deste ano, impulsionado principalmente pelos cereais, com um volume previsto de pouco mais de três milhões de toneladas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Moçambique busca optimizar vantagens agrícolas e competitivas para impulsionar a produção

Moçambique está focado em explorar suas vantagens agrícolas e...

Café produzido em Manica, na reserva de Chimanimani, será exportado para o Reino Unido

O café orgânico produzido no Parque Nacional de Chimanimani,...

Olam Agri recebe reconhecimento de Top Employer pelo terceiro ano consecutivo

Pela terceira vez consecutiva, a Olam Agri foi reconhecida...

Indústria de cereais em Maputo preocupada com contrabando

A indústria de produção de cereais e seus derivados...