Sexta-feira, Julho 12, 2024
spot_img

Moçambique prevê suprir 5,5 GW da procura regional de energia até 2030

Durante o Fórum de Negócios Moçambique-Itália, realizado nesta Segunda-feira, 3 de Junho, o secretário permanente do Ministério dos Recursos Minerais e Energia (MIREME), António Manda, destacou que Moçambique planeia suprir até 5,5 GW da demanda regional de energia até 2030.

Manda enfatizou a posição estratégica de Moçambique como potencial fornecedor-chave na região, devido aos seus vastos recursos naturais e investimentos em infra-estrutura energética. Ele ressaltou que o país está comprometido não apenas com o gás natural, mas também com energias renováveis, como solar, eólica e hidroeléctrica, para diversificar a matriz energética e garantir a sustentabilidade a longo prazo.

Além disso, foram destacados os esforços de Moçambique para melhorar a infra-estrutura de logística e transporte, essenciais para o escoamento de energia e recursos, e a importância da transformação agrícola, que depende de energia acessível e confiável para seu crescimento.

O Fórum, que contou com a participação da União Europeia e do Governo moçambicano, promoveu discussões sobre os sectores de energia, infra-estrutura, logística, construção e transformação agrícola entre Moçambique e a Itália, visando garantir segurança aos investidores italianos no país.

Entrevistas Relacionadas

Moçambique propõe abordagem adaptada na transição energética para países em desenvolvimento

Moçambique defende que as metas globais para a redução...

Banco Mundial destina 150 Milhões de dólares para impulsionar o sector energético em Moçambique

O Banco Mundial vai canalizar  150 milhões de dólares...

Niassa: concluídas as obras da mini central hídrica de 400 milhões de meticais

As obras de construção da mini central hídrica de...

Empresa Sul-Coreana garante contrato de 31,1 milhões de dólares para modernizar a rede eléctrica em Moçambique

A sul-coreana Hyosung Heavy Industries garantiu um contrato significativo...