Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
spot_img

Stella Machel: de Moçambique para o mundo

Tivemos o privilégio de conversar com Stella Machel, uma jovem moçambicana em ascensão no sector financeiro. A sua história, marcada por mais de 14 anos de experiência, é um relato inspirador de determinação, inovação e visão extraordinária.

Stella compartilhou connosco os factores que a atraíram para o sector financeiro, destacando a influência de suas raízes moçambicanas que a levaram até aos escritórios da Amazon Web Services.

Junte-se a nós nesta entrevista inspiradora, onde exploramos a jornada de uma líder dinâmica no cenário global.

O que a atraiu para uma carreira em finanças e como as suas raízes moçambicanas moldaram sua escolha?

Nasci em Maputo, nas proximidades do estádio da Machava. Vivi por lá até os meus 5 anos e depois me mudei para o Bairro do jardim. A minha mãe foi minha maior influência, sendo um exemplo de resiliência, inspiração e determinação, mas também fui influenciada por um amigo que estava exposto a um ambiente universitário, aquela amizade me abriu possibilidades e colocou-me a pensar na escolha do meu curso. Então, resolvi fazer o curso de Economia e Gestão na Universidade Católica na Beira, onde me apaixonei pelas disciplinas relacionadas ao sector financeiro, o que foi decisivo na minha escolha profissional. Após finalizar os meus estudos na Beira, eu tinha noção clara do que queria e umas das minhas metas era aprimorar as minhas habilidades através de uma carreira internacional.  Fiz o MBA no MIT Sloan School of Management, que representou um ponto-chave para minha ascensão profissional.

Quais foram os primeiros passos que deu no sector financeiro?

O meu início de carreira foi sem dúvida desafiador e um pouco difícil. No segundo ano da faculdade, enfrentei um momento crítico quando minha mãe não podia mais pagar os meus estudos, nesse momento, decidi enviar cartas para bancos e organizações para que financiassem os meus estudos e após terminar o curso eu pudesse lá trabalhar. A minha determinação abriu portas no Banco ABC, marcando o início da minha jornada profissional.

Depois de concluir meus estudos, tive a oportunidade de estagiar em no Banco ABC, onde me envolvi num pequeno projecto que surpreendentemente cresceu e se transformou em algo maior. Quando o projecto terminou, o banco decidiu me contratar permanentemente. Alí mergulhei em praticamente todos os departamentos do banco, experimentei um pouco de tudo. Essa experiência se revelou fundamental para o crescimento profissional e me deu uma compreensão abrangente de cenário financeiro. Depois ingressei no Standard Bank o que contribuiu significativamente para a área de banca de negócios e expandindo minhas habilidades. No Standard Bank, trabalhei na área de gestão de negócios, onde actuava no desenho de estratégias eficientes para tomada de decisões.

Em 2019, mudou-se para os EUA. O que motivou esta mudança e qual o impacto que teve na sua carreira?

Eu tinha um sonho: queria ser uma inspiração e experimentar um trabalho no estrageiro.

Essa foi a aspiração que impulsionou minha decisão pela busca de uma educação global por meio da Fulbright-Humphrey Fellowship nos Estados Unidos que me deu visibilidade internacional e a oportunidade para ser chamada pela Amazon. A experiência na Amazon Web Services representa um capítulo significativo na minha jornada profissional, alinhando-se perfeitamente com a minha busca pelo crescimento e impacto global. A Amazon tem diversos sectores, desde comunicação até finanças, estou de coração aberto para adquirir mais conhecimento e alcançar meu objectivo de ser uma líder financeira globalmente influente.Top of Form

Que conselhos deixa para outros jovens moçambicanos que procuram por uma carreira internacional?

É tudo uma questão de ousadia e disposição para aprender. Muitas vezes sinto que não consigo manter um bom equilíbrio entre minha vida profissional e pessoal. A busca pelo equilíbrio é constante, mesmo que não seja perfeita, estou sempre a tentar melhorar essa harmonia entre o pessoal e o profissional.

Primeiro eduquem-se, busquem conhecimento, e não subestimem o poder da educação em abrir portas para um futuro brilhante. Por fim, Sonhem. Eu nasci numa pequena casa, e hoje consigo estar na mesma sala que o CEO da segunda maior empresa do mundo. Eu nunca imaginaria que isso seria possível, por isso sejam sonhadores selvagens, sejam honestos com seus sonhos e convosco mesmos.

Siga e acompanhe o percurso profissional da Stella Machel, através da rede social abaixo….

LinkedIn: Stella Machel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Hélder Cossa: “A Bindzu Agrobusiness trabalha desde a farma até à mesa”

Moçambique possui um elevado potencial agrícola, que se destaca...

Marlena Chambule: “Os processos selectivos têm considerado cada vez mais as Soft Skills dos candidatos”

O ramo dos Recursos Humanos numa empresa, sem dúvidas,...