Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img

“Cerca de 63% das pequenas e médias empresas não tem seguro” AIMO.

A Associação Industrial de Moçambique (AIMO) desempenhou um papel crucial na consolidação e estímulo do crescimento do mercado de seguros no país durante sua participação na segunda edição do Conferências do Índico, centrado no Mercado de Seguros.

Durante o evento, líderes e especialistas discutiram amplamente vários aspectos do sector de seguros em Moçambique, analisando o panorama actual e identificando desafios cruciais que afectam particularmente as pequenas e médias empresas (PMEs) do sector industrial.

Um dos principais obstáculos abordados foi a carência de comunicação eficaz e informação sobre produtos, juntamente com a necessidade de melhorar a literacia financeira e de seguros entre as empresas do sector industrial. Muitas dessas empresas carecem de conhecimento apropriado sobre os produtos de seguro disponíveis, dificultando a tomada de decisões informadas.

Outro desafio destacado foi a questão dos preços competitivos, com os prémios de seguro elevados representando uma barreira significativa para PMEs industriais. O mercado foi instigado a buscar soluções que garantam preços mais acessíveis, permitindo que um maior número de empresas tenha acesso a coberturas adequadas.

Além disso, a disponibilidade limitada de linhas de seguros nas instituições bancárias foi identificada como um factor restritivo para o acesso das PMEs industriais ao mercado de seguros. Destacou-se a necessidade crucial de desenvolver mecanismos que facilitem a obtenção de seguros por meio dessas instituições, simplificando o processo e tornando-o mais inclusivo.

A AIMO, reconhecendo a importância vital do sector de seguros para o desenvolvimento sustentável das indústrias em Moçambique, reiterou seu compromisso em colaborar estreitamente com as partes interessadas. A organização busca superar esses desafios e criar um ambiente mais propício à participação das PMEs industriais no mercado de seguros.

A segunda edição do Conferências do Índico teve como foco o tema “Mercado de Seguros em Moçambique: Acertar o passo dos Mega-Projectos”. A sessão de debate contou com a participação de figuras proeminentes, incluindo Ragendra de Sousa, ex-ministro da Indústria e Comércio, representantes do ISSM, BCI, Pesquisador do CIP, Emose e a própria Associação Industrial de Moçambique. Durante o evento, a AIMO apresentou propostas visionárias visando a transformação do sector industrial nacional, destacando a Indústria Extractiva, o crescimento do conteúdo local e a liderança nos projetos de desenvolvimento implementados em Moçambique.

Comprometida com a promoção de eventos construtivos, a AIMO reafirmou seu apoio contínuo às conferências do Índico, que desempenham um papel fundamental na troca de conhecimentos e experiências relevantes para os setores industrial e de seguros em Moçambique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Fidelidade Ímpar recebe certificação do Great Place To Work como uma das melhores empresas para trabalhar

A Fidelidade Ímpar foi recentemente certificada pelo Great Place...

Governo revoga licença da Austral Seguros devido à falta de garantias financeiras

O Instituto de Supervisão de Seguros de Moçambique (ISSM),...

EMOSE defende a importância de uma abordagem gradual para ingressar nos Mega-Projectos

Durante a conferência "Mercados dos Seguros em Moçambique: Um...