Sexta-feira, Julho 12, 2024
spot_img

Falta de porto encarece exportação de areias pesadas de Chibuto em Gaza

A exportação de areias pesadas de Chibuto, região localizada na província de Gaza, está enfrentando desafios significativos devido à falta de um porto adequado para o escoamento da produção. A empresa chinesa Ding Sheng Minerals, SA, que opera a mina local, expressou suas preocupações ao ministro da Indústria e Comércio, Silvino Moreno, durante sua recente visita à instalação.

Os gestores da mina destacaram os constrangimentos logísticos que impactam negativamente a exportação de seus produtos, atribuindo-os aos custos elevados e à distância considerável até o porto de Maputo. O ministro Silvino Moreno incentivou a empresa a buscar soluções rápidas e inovadoras para superar esses desafios logísticos, reconhecendo a importância crucial de uma logística eficiente para o sucesso das exportações.

O ministro sugeriu que a mineradora chinesa considere a possibilidade de construir uma infraestrutura própria na zona marítima, estabelecendo um porto exclusivo para suas exportações. Em agosto, a Ding Sheng Minerals revelou que mais de 506 mil toneladas de minérios, incluindo 500 mil de titânio e seis mil de zircônio, estavam armazenadas na empresa devido às dificuldades enfrentadas pelos custos elevados de transporte rodoviário até o porto de Maputo, de onde partem para a Ásia.

O Executivo manifestou apoio a essa proposta, comprometendo-se a colaborar com a empresa para superar obstáculos e promover o desenvolvimento econômico. A sugestão de um porto específico para a mineradora chinesa não apenas resolveria desafios logísticos imediatos, mas também fortaleceria sua posição competitiva no mercado internacional.

Silvino Moreno ressaltou que o governo, alinhado com sua visão de impulsionar a economia, está aberto a colaborar e apoiar iniciativas que promovam a inovação e o crescimento sustentável no setor industrial do país. No entanto, visando impulsionar a economia local, o ministro recomendou à empresa considerar o processamento da matéria-prima internamente, em vez de exportá-la em estado bruto.

A proposta não apenas aborda os desafios logísticos imediatos, mas também destaca o compromisso do governo com o desenvolvimento econômico sustentável e a promoção da competitividade no cenário global.

Entrevistas Relacionadas

CMM Quer cooperar regionalmente na Indústria Mineira

O presidente do Conselho de Administração da Câmara de Minas...

Cabo Delgado revoga licenças mineiras ociosas para estimular novos investimentos

Autoridades da província de Cabo Delgado estão cancelando licenças...

Moçambique pode ampliar fornecimento de grafite para 15% até 2030 

Moçambique, conhecido por sua abundância em recursos naturais que...

Gemfields anuncia resultados positivos em leilão de rubis de qualidade mista

A Gemfields divulgou com satisfação os resultados do seu...