Sexta-feira, Julho 12, 2024
spot_img

Inhambane: Início da exportação de areias pesadas de Jangamo previsto para 2024

A província de Inhambane está prestes a marcar o início do processamento e exportação das areias pesadas provenientes do distrito de Jangamo no próximo ano. A Mutamba Mineral Sands SA, responsável pelo projecto, está atualmente na fase final da construção de uma plataforma de processamento com uma capacidade impressionante de 120 toneladas por hora.

O ambicioso projecto abrange uma extensão de 25 mil hectares nos distritos de Jangamo e Inharrime, apresentando reservas minerais estimadas em quatro bilhões de toneladas. O investimento total no projecto ultrapassa os dez milhões de dólares e abrange não apenas a infra-estrutura de processamento, mas também o reassentamento de sessenta e uma famílias locais, juntamente com as devidas compensações.

O director-geral da Mutamba Mineral Sands SA, Guilherme de Melo, revelou que um dos desafios cruciais enfrentados pela empresa está relacionado ao transporte do minério de Jangamo para os portos de exportação. Esta questão foi discutida durante o segundo dia da III Conferência de Investimentos da Província de Inhambane, realizada na última Sexta-feira.

O potencial económico deste empreendimento é significativo, não apenas para a região de Inhambane, mas para todo o país. A exportação das areias pesadas não apenas promoverá o crescimento económico local, mas também proporcionará oportunidades de emprego e desenvolvimento sustentável.

Este projecto destaca-se como uma peça fundamental no xadrez do desenvolvimento mineral em Moçambique. Com uma infra-estrutura de processamento de última geração, a Mutamba Mineral Sands SA está posicionada para desempenhar um papel crucial no mercado internacional de minerais, contribuindo para a diversificação económica do país.

O início do processamento e exportação de areias pesadas de Jangamo representa não apenas uma conquista para a indústria mineral de Inhambane, mas também um passo importante rumo ao fortalecimento económico da região e do país.

Entrevistas Relacionadas

CMM Quer cooperar regionalmente na Indústria Mineira

O presidente do Conselho de Administração da Câmara de Minas...

Cabo Delgado revoga licenças mineiras ociosas para estimular novos investimentos

Autoridades da província de Cabo Delgado estão cancelando licenças...

Moçambique pode ampliar fornecimento de grafite para 15% até 2030 

Moçambique, conhecido por sua abundância em recursos naturais que...

Gemfields anuncia resultados positivos em leilão de rubis de qualidade mista

A Gemfields divulgou com satisfação os resultados do seu...