Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
spot_img

Moçambique e Malawi projectam construção de portos secos para impulsionar conectividade e comércio na África Austral

Moçambique e Malawi estão traçando planos para a construção de dois portos secos estratégicos nos corredores da Beira e Nacala. Essas iniciativas fazem parte das estratégias delineadas para viabilizar o Projecto de Comércio e Conectividade da África Austral, que visa impulsionar a prosperidade económica e facilitar a livre circulação de pessoas e mercadorias ao longo dos corredores existentes na região.

O ministro moçambicano dos Transportes e Comunicações, Mateus Magala, anunciou a intenção durante uma reunião bilateral com o ministro do Malawi, dos Transportes e Obras Públicas. A construção desses portos secos representa um passo significativo na busca por melhorias nas infra-estruturas de transporte, fortalecendo os laços económicos entre os dois países e promovendo uma maior eficiência nas operações logísticas.

Durante os encontros de trabalho, os governos de Moçambique e do Malawi discutiram a revisão e implementação integral do corredor de desenvolvimento da Beira, além da harmonização dos procedimentos e operações de transporte rodoviário. Essas acções abrangem aspectos como licenciamento, fiscalização e taxação, buscando criar um ambiente mais facilitador para o comércio e a conectividade regional.

O ministro Magala expressou confiança no trabalho desenvolvido pelas equipes técnicas e destacou que as bases estão sendo lançadas para uma nova normalidade na cooperação e colaboração entre os dois países. Ele afirmou: “Estamos confiantes no trabalho desenvolvido pelas equipas técnicas e convencidos de que estão lançadas as bases para uma nova normalidade na cooperação e colaboração, da qual Moçambique espera resultados concretos para o desenvolvimento das duas economias e a melhoria da vida das comunidades”.

É importante ressaltar que este movimento de colaboração não é isolado, pois recentemente, Moçambique, Malawi e Zâmbia assinaram um acordo tripartido sobre o transporte ferroviário e rodoviário. Esse pacto reafirma, em alto nível, a determinação dessas três nações em revitalizar o corredor de Nacala, consolidando uma abordagem regional para fortalecer as infra-estruturas de transporte e impulsionar o desenvolvimento económico sustentável. A cooperação trilateral promete abrir novas perspectivas para o comércio e a conectividade na África Austral, fomentando uma colaboração mais estreita entre as nações envolvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Partilhe:

spot_imgspot_img

Mais Lidas

Notícias Relacionadas
Notícias Relacionadas

Exportações de feijão-bóer de Moçambique excedem expectativas, apesar de disputas comerciais

Apesar do clima tenso entre os exportadores, Moçambique superou...

Disputa entre ETG e Royal Group ameaça exportações de alimentos de Moçambique

Moçambique está no centro de uma disputa entre a...

Ministra dos negócios estrangeiros representa Moçambique em cimeiras no Uganda

A ministra moçambicana dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica...

Comercialização de castanha de caju na Zambézia em 2023 obteve 7 Mil Toneladas abaixo da meta

A província da Zambézia não alcançou a meta estabelecida...